Via Varejo começa a vender móveis planejados

A Via Varejo, que opera as bandeiras Pontofrio e Casas Bahia, anunciou nesta sexta-feira o início da venda de móveis planejados e a revitalização de ambientes de exposição de móveis em suas lojas, em aposta piloto na sofisticação da oferta para alavancar vendas num setor fragmentado no país.

REUTERS

07 de novembro de 2014 | 13h50

Com a novidade a Via Varejo, líder de mercado no país e dona da fábrica Bartira, quer abocanhar fatia maior de um mercado que movimentou 60 bilhões de reais em 2013, disso 5 bilhões pela companhia, cerca de 20 por cento de duas vendas.

"O consumidor vai continuar achando os móveis que sempre achou na nossa loja. Queremos agora atingir o consumidor que não compra com a gente", afirmou o diretor comercial de móveis da empresa, André Caio.

Com a revitalização, a Via Varejo exporá móveis em ambientes planejados, nos moldes de rivais que oferecem móveis mais caros e com componente mais forte de design, como Tok&Stok e Etna.

Já com os planejados, vendidos através de parceria com a fabricante Unicasa, a ideia é atrair os consumidores que enxergam esses produtos como sonho caro demais. Enquanto uma cozinha de aço tradicional parte de cerca de 800 reais, uma modular sai de 1,5 mil reais, e uma planejada, de 3 mil reais.

"Não existe no mercado de planejados hoje oferta abaixo de 10 mil reais. Estamos criando essa categoria", disse o diretor-presidente da Via Varejo, Líbano Barroso. O prazo de entrega será inicialmente de 50 dias, com a perspectiva de cair à medida que as operações amadurecerem, disse.

Na visão do executivo, o fato de a indústria de móveis ser pulverizada no país contribuiu para que ela não acompanhasse a evolução dos desejos de consumo da classe C com a rapidez que é vista, por exemplo, na indústria de eletrônicos.

"Vimos um papel de ser liderança nisso, criar tendência e atender essa realidade", afirmou.

A expectativa é que a venda de móveis suba de 20 a 30 por cento nas unidades que passarem pelas mudanças, afirmou o diretor-executivo comercial da Via Varejo, Henrique Vendramini, sem dar detalhes ou dar prazos.

Duas lojas da Casas Bahia já estavam operando nesta sexta-feira reformuladas com o novo conceito, uma em Santo André (SP) e outra na zona sul da capital paulista. Até o fim do ano, 11 lojas no Estado de São Paulo vão passar a vender móveis planejados, algumas da bandeira Pontofrio. Sete delas terão espaços revitalizados de móveis.

Segundo Barroso, a empresa vai avaliar o desempenho dessas unidades-piloto para definir uma expansão, com a formatação de um plano de desenvolvimento ainda no primeiro semestre de 2015.

Apesar dos sinais de desaceleração econômica e aperto fiscal pelo governo reeleito da presidente Dilma Rousseff, ele afirmou que a empresa acredita no potencial de venda dos novos produtos.

"Tem mercado e estamos confiantes nisso", disse Barroso. "Cenário macro é difícil, porém nunca fizemos nosso plano na leitura macro, mas micro, analisando potencial na região, concorrência", emendou o executivo, reiterando que a companhia mantém a meta de abrir 70 lojas este ano e mais 70 em 2015.

(Por Aluísio Alves)

Mais conteúdo sobre:
CONSUMOVIAVAREJOPLANEJADOS*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.