Viacom exige que YouTube retire seus vídeos do ar

A Viacom exigiu que o site YouTube, do grupo Google, retire todos os vídeos de sua propriedade do ar depois que as empresas não conseguiram chegar a um acordo. Cerca de 100 mil clipes de companhias da Viacom, incluindo a rede MTV, terão que ser retirados do YouTube, serviço de vídeo mais popular da internet. Baseada em um estudo de uma consultoria externa, a Viacom disse que vídeos piratas de seus programas disponíveis no YouTube geram cerca de 1,2 bilhão de acessos.

Agencia Estado,

02 Fevereiro 2007 | 14h35

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.