Vice de conselho de medicina do RS é morto a tiros

Dois homens numa moto se aproximaram do carro da vítima e dispararam 5 vezes, em Porto Alegre

Elder Ogliari, O Estado de S.Paulo

05 Dezembro 2008 | 11h29

O vice-presidente do Conselho Regional de Medicina do Rio Grande do Sul (Cremers), Marco Antônio Becker, foi assassinado a tiros no final da noite de quinta-feira, 5, em Porto Alegre. O crime deixou a comunidade médica gaúcha chocada tanto pela brutalidade quanto pela falta de explicações. Testemunhas disseram que o médico havia entrado em seu carro, estacionado na rua Ramiro Barcelos, e já estava com o motor acionado quando uma motocicleta, tripulada por dois homens, aproximou-se. O caroneiro disparou cinco tiros. Becker chegou a sair do carro e pedir socorro, mas morreu em seguida. Como a dupla fugiu sem levar nada, a polícia trabalha mais com a hipótese de execução do que de tentativa de assalto, mas admite que não tem qualquer indicativo sobre eventuais desafetos do médico. O oftalmologista Becker tinha 60 anos e era um líder da categoria. Foi presidente do Cremers por 11 anos e vereador em Novo Hamburgo, onde morava, entre 2001 e 2004, pelo PDT. Além da vice-presidente do Cremers era secretário-geral da Confederação dos Médicos da América Latina e Caribe.

Mais conteúdo sobre:
violênciahomicídioCremers

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.