Vice-prefeito de Olhos D'Água, em MG, é preso

A Operação Brilho nos Olhos prendeu nesta segunda-feira o vice-prefeito de Olhos D''Água, Jerfferson Maurício Coelho de Moura (PR), além de três servidores públicos e um casal de empresários do município no norte de Minas. Eles são acusados de usarem notas fiscais fraudadas para desviar recursos da prefeitura. A operação foi realizada pelo Ministério Público Federal (MPF) em conjunto com o Ministério Público Estadual (MPE) e a Polícia Federal (PF) de Minas Gerais. As prisões foram realizadas por ordem da Justiça.

MARCELO PORTELA, Agência Estado

23 Abril 2012 | 14h25

Segundo a PF, o casal é dono do único posto de combustíveis da cidade e emitia todas as notas de abastecimentos que não eram pedidas pelos clientes em nome do município. Com isso, de acordo com a polícia, todos "os valores correspondentes aos abastecimentos não efetivados pelo município eram integralmente desviados pelos membros da quadrilha".

Além das prisões preventivas dos acusados, a Justiça determinou também o bloqueio de bens dos acusados no valor de R$ 1 milhão e a suspensão dos contratos da prefeitura com os empresários. O grupo foi levado para o presídio regional de Montes Claros e pode ser condenado a até 18 anos de prisão.

Mais conteúdo sobre:
PFOperação Brilho nos Olhos

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.