Vida de paulistano custaria 2,5 planetas

Se todos as pessoas do mundo tivessem o mesmo estilo de vida do paulistano, seriam necessários 2,5 planetas para sustentar esse padrão de consumo. Levando em conta todo o Estado de São Paulo, onde o consumo é menor do que na capital, ainda seria preciso dois planetas. Esse é o cálculo da pegada ecológica, que mede o impacto do padrão de consumo sobre os recursos naturais. O estudo foi feito pela ONG WWF e pela consultoria Ecossistemas, com o apoio da Prefeitura da capital e do governo do Estado de São Paulo. A pegada ecológica é a área que seria necessária para garantir determinado padrão de vida. O paulistano precisa de 4,38 hectares; já o paulista, 3,52 hectares. Isso é considerado muito porque o planeta tem a oferecer apenas 1,8 hectare por pessoa. / CLARISSA THOMÉ

O Estado de S.Paulo

14 de junho de 2012 | 03h07

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.