Vídeo no YouTube ironiza organizadores do 'Dia da Vaia'

Internauta chama manifestação de "fracasso", organizado pela "classe média"

Lucas Pretti, do estadao.com.br,

20 Agosto 2007 | 14h37

Um vídeo publicado no YouTube ironiza e ridiculariza supostos organizadores do "Dia da Vaia", protesto contra o governo federal ocorrido em capitais brasileiras no dia 4 de agosto. O usuário do site asmeumesmo1983 usa um vídeo humorístico famoso na internet e acrescenta legendas em português.    Assista ao vídeo   O entrevistador começa questionando os organizadores "da classe média" sobre o "fracasso" da passeata, que "queria reunir 40 mil pessoas, mas só conseguiu 2 mil". Os entrevistados, supostamente deficientes físicos e com voz anasalada, respondem que a classe média adora "colocar nariz de palhaço". O jornalista, então, cai na risada.   Os supostos organizadores do "Dia da Vaia" comemoram que apenas uma pessoa teria participado do evento em Fortaleza ("Só a minha irmã") e que, em São Paulo, conseguiram reunir "metade da média de público dos jogos do meu time do coração, a Portuguesa".   O entrevistador não pára de rir, mas pede desculpas e continua. Chama alguém da platéia, outro "organizador", e pergunta qual a estratégia para arregimentar mais gente para os próximos protestos. "Vamos fazer um convênio com o pessoal da Parada Gay", responde, para gargalhadas do entrevistador.   O vídeo já foi visto por mais de 30 mil pessoas desde que foi postado, em 10 de agosto.   Vídeo original   Na verdade, há controvérsias sobre a origem do clipe usado por asmeumesmo1983. Uma das versões diz que se trata de um "hoax", termo usado na internet para caracterizar montagens e histórias falsas recebidas por e-mail.   A entrevista fictícia faria parte de um programa de televisão belga chamado In De Gloria, que montava quadros de humor para parecerem reais. A atração teria ficado no ar entre 2000 e 2001 no canal Canvas e, neste vídeo, o ator e comediante Tom Van Dyck atuaria na pele de um entrevistador de um suposto programa Boemerang.   Ele não consegue controlar o riso em uma conversa com supostas vítimas de erros médicos. Um dos entrevistados aparentava sofrer com a voz alterada por uma falha cirúrgica, e o jeito de falar engraçado provocaria seguidos ataques de gargalhadas.   Quando o vídeo virou hit no YouTube, em 2006, outro hoax foi produzido, com a suposta "verdade" sobre o vídeo. Mais velho, o comediante Tom Van Dyck atua em um depoimento emocional sobre o "fim do Boemerang e a demissão de toda a equipe" após o ataque de riso. Ele ainda diz ter se tornado radialista com o codinome DJ Boemerang.   Outros internautas já usaram o vídeo para paródias, a maioria com sátiras a times de futebol.   Texto alterado para correção de informações em 5 de setembro de 2007, às 12h51.

Mais conteúdo sobre:
Lula protesto Dia da Vaia YouTube Vídeo

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.