Vilela diz que grevistas exageraram em AL

O governador de Alagoas, Teotônio Vilela Filho (PSDB-AL), concedeu entrevista coletiva para se pronunciar a respeito da manifestação de servidores em greve que resultou na suspensão do desfile de 7 de setembro, em Maceió. Vilela reclamou que os policiais civis, em greve há mais de 30 dias, exageraram nas manifestações contra o governo. O governador lembrou que ontem os grevistas da polícia civil cometeram atos de vandalismo em frente ao Palácio República dos Palmares, sede do governo do Estado. Segundo Vilela, os policiais queimaram pneus e apedrejaram a fachada do prédio, chegando a quebrar alguns vidros."Não satisfeito, esse mesmo grupo compareceu ao desfile de 7 de setembro para promover a desordem e colocar em risco a integridade física das pessoas que participavam das comemorações em homenagem ao Dia da Independência. Por isso, mandei suspender o desfile para evitar que alguém se machucasse", justificou Vilela. Em represália à radicalização do movimento grevista, o governador determinou a suspensão das negociações com os policiais civis.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.