Violência em São Paulo é tema de reunião em Aracaju

O presidente do Supremo Tribunal Federal, Carlos Ayres Britto; o presidente do Tribunal de Justiça de São Paulo, Ivan Sartori, e o corregedor Nacional de Justiça, Francisco Falcão, discutirão agora pela manhã, em Aracaju (SE) o que o Judiciário pode fazer para combater a onda de violência em São Paulo.

FELIPE RECONDO, ENVIADO ESPECIAL, Agência Estado

06 de novembro de 2012 | 11h49

Sartori adiantou que o tribunal pode acelerar o julgamento de ações criminais e os inquéritos judiciais e policiais abertos no Estado. "Estamos estudando uma estratégia para ajudar a solucionar ou amenizar essa crise", afirmou o presidente do TJ. "Vamos entrar nessa força tarefa para solucionar esse problema", acrescentou.

Britto, Sartori e Falcão estão em Aracaju para participar do Encontro Nacional do Poder Judiciário. A reunião para tratar da crise de criminalidade em São Paulo foi marcada nesta terça-feira. Carlos Ayres Britto afirmou que avaliará de que maneira o Conselho Nacional de Justiça poderá ajudar o governo de São Paulo a combater os crimes atribuídos ao PCC (Primeiro Comando da Capital).

Tudo o que sabemos sobre:
violênciaSPreuniãoAracaju

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.