Virada Esportiva atrai 2 milhões em São Paulo

Foram quase 24 horas de atividades esportivas espalhadas por 400 pontos da cidade

Agência Estado,

17 Novembro 2008 | 09h30

A segunda edição da Virada Esportiva atingiu a expectativa de público. Cerca de 2 milhões de pessoas participaram das 700 atividades que ocorreram em 400 locais, entre sábado e domingo. Alguns lugares seguiriam com programação até as 22 horas, caso do Estádio do Pacaembu, do Parque da Juventude e algumas quadras de escolas de samba. Entre as atividades do evento, havia bungee jump, pebolim humano, skate, oficinas de atletismo com esportistas consagrados e até aulas de golfe em parques. Foto: Werther Santana/AE De calça jeans e camisa social, o prefeito Gilberto Kassab (DEM) participou do último dia da maratona esportiva. Como em 2007, o prefeito deu uma volta de jet ski durante dez minutos na Represa do Guarapiranga, na zona sul, com os secretários municipais de Esportes, Walter Feldmann, e dos Transportes, Alexandre de Moraes, além do presidente da São Paulo Turismo (SPTuris), Caio Carvalho. "O objetivo é mostrar que, sempre que se quiser, se encontram oportunidades para praticar esportes", disse Kassab.   Foto: Werther Santana/AE   Na madrugada, jovens que gostam de esportes, mas não dispensam a balada do fim de semana, aproveitaram a Roller Brothers. A festa começou às 14 horas de sábado e, até as 2 horas de domingo, 900 pessoas haviam passado pelo local. Instalado no Morumbi, o espaço mostrou um jeito diferente de praticar esportes populares, como o futebol: no escuro, sob luz de néon. Skate, basquete e paintball também foram opções de esporte.   Foto: Werther Santana/AE

Mais conteúdo sobre:
Virada Esportiva São Paulo

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.