Vírus causa diarreia em 1,5 mil em Bebedouro (SP)

Exames feitos pelos laboratórios confirmaram que o agente causador do surto era o norovírus

Chico Siqueira - Agência Estado,

14 de junho de 2012 | 19h08

ARAÇATUBA - O Serviço de Vigilância Epidemiológica de Bebedouro, no interior de São Paulo, descartou na quinta-feira, 14, que o surto de diarreia e vômito que atingiu 1,5 mil pessoas nas últimas duas semanas tenha sido causado pela contaminação da água distribuída à população. De acordo com o órgão, a contaminação foi causada pelo norovírus.

Desde o fim de maio, moradores de diferentes faixas etárias em diversas regiões da cidade começaram a apresentar sintomas de gastrointerite. O surto assustou a população e se levantou a suspeita de que a contaminação pudesse ser pela água.

Mas, de acordo com a vigilância, exames feitos em amostras de fezes pelos laboratórios do Instituto Adolfo Lutz de São Paulo e Ribeirão Preto confirmaram que o agente causador do surto era o norovírus. Exames também constataram que a água consumida pelos moradores estava dentro dos padrões de normalidade.

Segundo a vigilância, a situação na cidade praticamente se normalizou. Faz cerca de 10 dias que a procura nos postos parou e todas as 1,5 mil pessoas que contraíram os sintomas passam bem. Entre elas, está o metalúrgico Pedro Paulo Bernardes Simão, de 45 anos. "Fiquei quase uma semana passando mal, com cólicas e diarreia, parecia que eu ia morrer. Perdi uns três quilos", contou. "Agora que a gente descobriu que não é a água, dá para ficar mais tranquilo", disse.

Tudo o que sabemos sobre:
saúdevírusdiarreiainterior SP

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.