Visita a Putin cercada de mistério

O primeiro-ministro italiano, Silvio Berlusconi, chegou ontem a São Petersburgo para fazer uma "visita particular" ao seu colega russo, Vladimir Putin. Não foram divulgados detalhes sobre o encontro: o único ponto da agenda que foi revelado foi uma reunião para tratar sobre energia. Berlusconi e Putin discutiriam questões como a construção de um gasoduto.

AFP, O Estadao de S.Paulo

22 de outubro de 2009 | 00h00

De acordo com fontes próximas aos dois governos, o motivo da viagem de três dias é reforçar a relação pessoal entre os dois líderes, que já têm uma amizade sólida. A imprensa italiana afirmou que Berlusconi aproveitaria o tempo na Rússia para comemorar o aniversário de 57 anos de Putin, completados no dia 7 sem muita festa.

O suposto aniversário do premiê russo seria regado a vodca e, segundo o jornal "La Repubblica", Berlusconi teria levado uma bagagem "carregada de vinhos" para presentear o líder russo, que já ficou hospedado algumas vezes na mansão de verão do premiê italiano na Sardenha.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.