Visita de Kim a tropas aumenta tensão entre Coreias

O líder da Coreia do Norte, Kim Jong Un, pediu às tropas para ficarem em "alerta máximo" para uma potencial guerra com a Coreia do Sul, informou um jornal estatal, que também disse que Pyongyang cumpriu a ameaça de cancelar o armistício de 1953 que pôs fim à Guerra da Coreia.

Agência Estado

12 de março de 2013 | 02h48

Kim disse às tropas de artilharia estacionadas próximas de águas disputadas que tem visto vários confrontos sangrentos nos últimos anos e que "a guerra pode estourar agora".

A visita de Kim e o fim do armistício são parte da retórica norte-coreana contra as sanções da ONU da semana passada, em represália ao teste nuclear de 12 de fevereiro. Pyongyang também prometeu atacar os EUA com armas nucleares. As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
Coreia do NorteKim

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.