Vítima de atropelamento na JK deixa o hospital

A jovem Meire Miranda, uma das vítimas do atropelamento na avenida Juscelino Kubitschek no último domingo, recebeu alta no final da tarde de ontem, 20. Ela estava internada na Santa Casa da capital paulista e deixou o hospital por volta das 18h.

MARCELA BOURROUL GONSALVES, Agência Estado

21 de outubro de 2011 | 14h59

Seu noivo, Ricardo Miranda, que também foi atingido no acidente, permanecia no Hospital das Clínicas. Uma terceira vítima, Felipe Fatore, teve fratura exposta no pé e perdeu parte de um dedo, mas foi liberado no próprio domingo.

O motorista do carro que os atropelou, Nacib Mohamed Orra, de 20 anos, foi solto na quarta-feira após pagar uma fiança de R$54,5 mil. Orra atingiu as três pessoas após invadir um ponto de ônibus na calçada. Ele dirigia um Honda Civic, mas não tinha Carteira Nacional de Habilitação (CNH). O jovem negou-se a prestar depoimento, optando pelo direito de falar somente em juízo, mas teria dito informalmente à polícia que pegou o carro dos pais sem autorização e consumiu três doses de uísque antes do acidente.

Mais conteúdo sobre:
acidenteJKvítima

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.