Vivendi abandona venda da GVT após desistência da DirecTV

A francesa Vivendi suspendeu a venda da operadora brasileira GVT após não conseguir atrair os 7 bilhões de euros que pretendia de potenciais compradores, em outro revés para o plano do conglomerado de telecom e mídia francês de reduzir a dívida.

Reuters

15 de março de 2013 | 11h09

A DirecTV desistiu de prosseguir em um leilão para a compra da operadora de telecomunicações GVT, subsidiária da francesa Vivendi no Brasil.

(Por Leila Abboud e Liana B. Baker)

Tudo o que sabemos sobre:
TELECOMVIVENDIGVTVENDA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.