Você vai da captura ao prato na capital do caranguejo-uçá

Caldeirada, na casquinha, com sal e limão: crustáceo é rei em Parnaíba

Rusty Marcellini*, O Estado de S.Paulo

26 Julho 2007 | 01h21

Além de segunda cidade do Piauí, Parnaíba é também a capital do caranguejo-uçá. Toda semana, cerca de 200 mil caranguejos são apanhados nos manguezais da região. Quem visita a cidade pode tanto acompanhar a cata dos crustáceos quanto apreciá-los nos restaurantes da cidade. Logo cedo, as ruas do centro de Parnaíba já estão tomadas por dezenas de vendedores de caranguejo. Perto do rio que dá nome à cidade, senhores empilham centenas de crustáceos à espera de clientes. Cada corda com quatro uçás, cuja característica mais marcante são as patas carnudas, peludas e arroxeadas, é vendida por R$ 0,25 que, depois dos atravessadores, chegam a custar R$ 10 nos bares de Fortaleza e São Luís. Ao se aproximar do oceano, o Rio Parnaíba se ramifica em inúmeros braços, originando dezenas de ilhas cobertas por mangues e dunas. É em meio a essa bela paisagem que ocorre a demonstração da cata do caranguejo-uçá. Carlinhos, guia turístico bilíngüe, pede aos turistas para calçar botas sete-léguas antes de descer do barco. Ao lado de Carlinhos está Zé Filho, catador de caranguejo. Seu corpo está coberto de lama, usada como repelente de mosquitos. Logo que avista um buraco no mangue, Zé Filho vai logo enfiando o braço. Enterrado até o ombro, o ''''homem-lama'''' diz ter encontrado um caranguejo macho. ''''Dá para saber só de tocar no bicho.'''' Zé Filho retira o braço da toca e mostra um caranguejo coberto de lama. Restaurantes e bares de Parnaíba oferecem várias opções de preparo de caranguejo-uçá. Nas barracas à beira das praias, o pedido costuma ser o caranguejo toc-toc, assim batizado por causa do barulho emitido ao martelar as patas carnudas da iguaria. Cozido apenas em água e sal, o crustáceo é temperado com sal e limão. O Restaurante La Barca oferece no cardápio tira-gostos como casquinha de caranguejo e patinhas à milanesa com molho rosé. Como prato principal, as escolhas variam entre caldeirada de caranguejo e um tradicional prato parnaibano: a torta de caranguejo. Preparada como uma omelete, com bastante carne de caranguejo, a torta é acompanhada de arroz branco e farofinha crocante.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.