Vodafone compra controle da indiana Essar por US$ 11,1 bi

O grupo britânico Vodafone Group Plc venceu a batalha pelo controle da Hutchison Essar, quarta maior operadora de telefonia celular da Índia. A maior operadora mundial de telefonia celular em termos de assinantes fora da China informou neste domingo que vai pagar US$ 11,1 bilhões por uma participação de 67% na Hutchison Essar, até então em poder do conglomerado de Hong Kong Hutchison Telecommunications International Ltd.. O Essar Group, que é indiano e dono de 33% da Hutch Essar e que também estava na disputa pelos 67% postos à venda pela Hutchison Telecommunications International Ltd., confirmou o acordo neste domingo. Uma fonte próxima da questão havia dito anteriormente à Reuters que a Vodafone havia ganho a batalha pelos 67%, vencendo a Reliance Communications e o grupo Hinduja, assim como a Essar. Esses três grupos são indianos. O negócio é o maior feito pela Vodafone desde a aquisição recorde de 180 bilhões de euros da alemã Mannesmann em 2000. A venda é uma jogada crítica por parte do executivo-chefe da Vodafone, Arun Sarin. Devido à desaceleração dos mercados core da Vodafone na Europa, Sarin está sob pressão para expandir os negócios e, ao mesmo tempo, não gastar demais com aquisições. A Índia é o mercado que mais cresce entre os mercados importantes de telefonia móvel e a fatia da Hutchison Essar é de 16% do mercado. A Vodafone, que sendo uma empresa estrangeira não pode deter mais que 75% de empresas de comunicações na Índia, atualmente tem 10% da maior empresa indiana do setor, a Bharti Airtel Ltd.. O presidente-executivo da Vodafone, Arun Sarin, afirmou a jornalistas que o grupo vai vender 5,6% de sua fatia na Bharti para a própria empresa indiana, por US$ 1,6 bilhão.

Agencia Estado,

11 Fevereiro 2007 | 20h22

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.