Volkswagen do Brasil prevê equilíbrio financeiro para 2004

A Volkswagen está no caminho para atingir o "breakeven" (equilíbrio financeiro) em suas operações deficitárias no Brasil em 2004, disse o principal executivo financeiro da montadora alemã, Hans-Dieter Poetsch. Falando na Feira Internacional de Veículos da América do Norte, em Detroit, Estados Unidos, Poetsch disse que o desempenho mundial do grupo no quarto trimestre do ano passado ficou dentro do esperado e, como está previsto, o lucro operacional de 2003 deve cair pela metade.Poetsch mostrou-se cauteloso quanto às perspectivas para 2004, afirmando que o mercado de veículos de passageiros estará "um pouco melhor, mas não realmente bom". A maior montadora da Europa prevê lucro operacional estável no quarto trimestre de 2003. Nos nove primeiros meses de 2003, o lucro operacional caiu 53,4% para 1,73 bilhão de euros. A Volkswagen planeja declarar encargos de "algumas centenas de milhões" de euros no quarto trimestre para dar baixa contábil do valor de ativos de pesquisa e desenvolvimento, referentes sobretudo ao fraco desempenho do modelo de luxo Phaeton. Os encargos podem chegar a 500 milhões de euros. As vendas estão fracas num momento em que a empresa tenta substituir seus modelos antigos. A Volks relançou seu líder em vendas Golf em outubro, mas o desempenho do modelo tem frustrado as expectativas.Poetsch disse também que a taxa de câmbio euro-dólar continua desfavorável para a Volkswagen. Ele afirmou que a companhia reforçou a cobertura de suas posições no câmbio, fazendo uma salvaguarda de 70% de sua exposição em dólar para 2004. Em outubro, a salvaguarda era para cerca de 66% da posição e, no início do ano, estava em 40%. A companhia informou que sua exposição ao câmbio cortou cerca de ? 1,2 bilhão de seu lucro pré-impostos nos primeiros nove meses de 2003.

Agencia Estado,

05 de janeiro de 2004 | 11h59

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.