Volta do vírus leva Namíbia a lançar vacinação contra pólio

Durante uma revisão oficial para certificar o status de país livre da pólio, dez anos depois da suposta erradicação da doença, as autoridades an Namíbia tiveram uma surpresa: um homem de 39 a nos, afligido pela doença. Desde o primeiro caso em maio, a Namíbia já detectou mais 185 ocorrências suspeitas - incluindo 21 mortes - e 17 casos confirmados. Mesmo em se tratando de uma doença que atinge principalmente crianças, a maioria dos casos foi registrada entre adultos.O surto gerou uma resposta das autoridades: na terça-feira, o país lança uma campanha de vacinação de três dias, com o objetivo de cobrir toda a população. "Notamos imediatamente que era preciso uma reação maciça, e é isso que temos preparado", disse o médico Nobert Foster, subsecretário de Saúde e Bem-Estar Social.Autoridades sanitárias dizem que cerca de 75% dos casos suspeitos são de maiores de 15 anos - reflexo do fato de que apenas crianças vinham sendo imunizadas nas vacinações de rotina realizadas desde 1990. O número de casos de pólio no mundo caiu 99% desde 1988, quando foi lançada internacionalmente a Iniciativa pela Erradicação da Pólio. Ironicamente, essa fato elevou o risco de surtos semelhantes aos da Namíbia. Conforme as populações se vêem menos expostas ao vírus, o nível geral de imunidade cai.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.