Volume de shale gas deve ser definido até junho, diz BA

O Estado da Bahia tem um grande potencial de shale gas que, segundo estudos preliminares da Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), indicam 20 trilhões de pés cúbicos. A informação foi prestada pelo superintendente da Secretaria da Indústria, Comércio e Mineração da Bahia, Paulo Roberto Brito.

RICARDO LEOPOLDO, Agência Estado

25 de março de 2013 | 14h33

"Até o final do primeiro semestre devemos ter uma avaliação mais ampla sobre o volume de gás, contudo, é muito provável que deva superar essa marca", afirmou à reportagem após evento na Câmara Brasil Alemanha, nesta segunda-feira, na capital paulista.

De acordo com Guimarães, o potencial está concentrado nas bacias de Recôncavo e Tucano. "É uma região em que já tem muitos estudos técnicos porque possui 6 mil poços perfurados, portanto, tem grande potencial de exploração comercial", disse.

Ele destacou que há a perspectiva de que o leilão para a área ocorra em dezembro pela ANP.

Tudo o que sabemos sobre:
gásbaciasBahia

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.