Voluntários inscrevem-se em simulação de vôo a Marte

Voluntários de vários países do mundo seinscreveram para participar do projeto Marte-500, uma simulação devôo ao Planeta Vermelho que durará pelo menos um ano e meio,informaram cientistas russos. O Instituto de Problemas Médico-Biológicos da Academia deCiências da Rússia abriu a inscrição de voluntários em 26 de julho, ea encerrará em 31 de dezembro. "Considerando que já recebemos mais de cinqüenta inscrições,podemos esperar que o número total chegue a 200", disse um porta-vozdo instituto à agência Interfax. O porta-voz afirmou que, além de voluntários russos, seinscreveram candidatos de "Ucrânia, Bielo-Rússia, Estados Unidos,Grã-Bretanha, Austrália, Bélgica, México, Argentina, Itália, Espanhae Estônia". O experimento para simular um vôo tripulado a Marte, que deverácomeçar no segundo semestre de 2007, está planejado para durar pelomenos 520 dias, que podem ser prorrogados até 700. O instituto selecionará os seis "astronautas" da tripulação, queserá internacional e permanecerá todo o período do experimentotrancada em um simulador de uma nave espacial. Ainda não se decidiuse haverá mulheres na tripulação. Os candidatos devem ter entre 25 e 50 anos, boa saúde,nível superior e domínio do inglês em nível comunicativo e técnico.Os profissionais em medicina, biologia, engenharia e informáticaterão prioridade. Neste projeto, a Rússia conta com a colaboração da AgênciaEspacial Européia (ESA), e também convidou os Estados Unidos aparticiparem do projeto.

Agencia Estado,

07 de agosto de 2006 | 17h15

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.