Voo 447: Airbus adverte pilotos de regras de velocidade

A fabricante de aviões Airbus informou hoje que enviou um comunicado a pilotos pelo mundo, lembrando-os o que deve ser feito quando os indicadores de velocidade mostram dados conflitantes. O alerta foi feito após o Escritório de Investigações e Análises para a Segurança da Aviação Civil (BEA, na sigla em francês) afirmar que as mensagens automáticas transmitidas pelo Airbus A330 da Air France mostravam "inconsistências entre as várias velocidades medidas".

AE, Agencia Estado

05 Junho 2009 | 09h27

O voo 447 da Air France partiu do Rio de Janeiro com 228 pessoas a bordo e seguiria até Paris, mas desapareceu na noite de domingo. Ontem, uma reportagem do jornal Le Monde, citando fontes da investigação, afirmou que o Airbus A330 estaria em "velocidade errada" antes de desaparecer. A Airbus não quis comentar a notícia.

Um porta-voz da fabricante de aeronaves disse que a nota técnica foi enviada a todos os pilotos, não somente aos que trabalham nos A330. Tais recomendações geralmente são divulgadas após acidentes, para lembrar aos profissionais procedimentos já descritos nos manuais de pilotagem.

A BEA também confirmou que a aeronave voava sob intensa tempestade quando ocorreu o acidente no Oceano Atlântico. O mistério em torno do caso aumentou ontem, quando a Aeronáutica brasileira afirmou que fragmentos encontrados no mar não pertenciam ao Airbus desaparecido. Na terça-feira, o ministro da Defesa, Nelson Jobim, afirmou que os destroços eram do avião da Air France. As informações são da Dow Jones.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.