Voo 447: bagagens ficarão sob responsabilidade do BEA

O embaixador francês Pierre-Jean Vandoorne disse neste domingo (14/06), em Recife (PE), que as bagagens das vítimas do voo 447 da Air France ficarão sob responsabilidade do Escritório de Investigações e Análises sobre a Aviação Civil (BEA). Inicialmente, essa tarefa caberia à companhia francesa. Com tal decisão, o BEA fará as investigações tanto dos destroços do Airbus A330 quanto das bagagens.

ÂNGELA LACERDA, Agencia Estado

14 de junho de 2009 | 13h19

Nesta tarde, o embaixador visitará o Centro Integrado de Defesa Aérea e Controle de Tráfego Aéreo (Cindacta) III, no Recife, e discutirá com oficiais da Marinha e da Aeronáutica o andamento dos trabalhos de buscas.

Mais conteúdo sobre:
aviãoAir Francevoo 447

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.