Voo 447: órgão confirma hipótese de 'velocidade errada'

O Escritório de Investigações e Análises para a Segurança da Aviação Civil (BEA, na sigla em francês), o órgão que vai tentar esclarecer as causas do acidente com o avião da Air France, confirmou ontem a informação de que a aeronave poderia estar viajando em ?velocidade errada?, como publicou o jornal francês Le Monde. A publicação credita a informação a autoridades ligadas à investigação, mas sem revelar seus nomes. A falha teria sido detectada no exato momento em que o avião atravessava uma tempestade.

AE, Agencia Estado

05 de junho de 2009 | 08h49

A informação se soma a todas as hipóteses aventadas para tentar explicar a razão do acidente do voo AF 447. Porém, a reportagem do Le Monde não esclarece se a velocidade da aeronave no momento da queda seria superior ou inferior à ideal.

Ainda de acordo com o texto, a Airbus distribuiria ao longo do dia uma ?nota técnica? na qual recomendaria às companhias que têm aviões A330 o respeito às instruções do manual da aeronave. À primeira vista, a recomendação parece óbvia, mas não é incomum que procedimentos padrões não sejam obedecidos para condições específicas, como o enfrentamento de mau tempo.

?O construtor quer lembrar que, em caso de condições meteorológicas difíceis, suas tripulações devem conservar a potência das turbinas e manter a estabilidade correta para manter o avião em linha?, de acordo com o BEA. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.