Voo 447: pilotos espanhóis dizem ter visto clarão no céu

Um piloto da companhia espanhola Air Comet enviou relatório técnico no qual afirma ter visto no ar um clarão ?forte e intenso de luz branca?, em trajetória descendente e vertical, na mesma noite e rota em que o Airbus A330 sumiu enquanto sobrevoava o Oceano Atlântico. O clarão desapareceu ?em seis segundos? e foi testemunhado por outras duas pessoas - o copiloto e uma passageira que estava na cozinha da aeronave -, de acordo com o relatório do piloto, que teve trechos publicados pelo jornal espanhol El Mundo.

AE, Agencia Estado

05 de junho de 2009 | 09h35

Em seu relatório, o comandante do voo 974 da Air Comet, que seguia o trajeto Lima-Madri na madrugada de segunda-feira, afirma que ?estava a sete graus ao norte do Equador, no Meridiano 49 oeste? quando visualizou o clarão, segundo o El Mundo. Em nenhum momento, ele utiliza a expressão ?explosão?.

O documento foi enviado anteontem à Direção Geral de Aviação Civil espanhola. Ao órgão espanhol, a Air Comet informou que acredita se tratar do avião da Air France e que encaminharia o relatório ao Escritório de Investigação e Análises de Acidentes Aéreos na França (BEA, na sigla em francês), a cargo das investigações do acidente. ?Coloco as informações para conhecimento, para que sejam úteis no esclarecimento do acontecido?, escreveu o piloto. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.