Vulcão da Eritreia continua ativo e provoca cancelamento de voos

Um vulcão da Eritreia permaneceu em erupção pelo terceiro dia consecutivo nesta terça-feira, mas com intensidade reduzida. A nuvem de fumaça que se espalhou sobre o Sudão e em direção à Arábia Saudita forçou o cancelamento de alguns voos regionais.

AARON MAASHO, REUTERS

14 Junho 2011 | 14h52

O vulcão Nabro começou a lançar colunas de cinzas por volta da meia-noite de domingo (horário local) após uma série de terremotos. Inicialmente os cientistas identificaram erroneamente a fonte da erupção na região próxima à fronteira etíope como o vulcão Dubbi.

A companhia aérea Emirates, de Dubai, informou que cancelou seus voos que passavam pela capital da Etiópia, Adis Adeba, nesta terça-feira, em razão das restrições do espaço aéreo ao redor da Etiópia.

Funcionários da Ethiopian Airlines disseram à Reuters que foram cancelados os voos à capital do Sudão, Cartum, e ao país vizinho Djibuti, assim como diversos voos domésticos para o norte da Etiópia.

A Kenya Airways informou ter cancelado um voo de Adis Adeba para o Djibuti, mas o restante das operações estava normal.

"A direção das cinzas e sua intensidade estavam muito altas no domingo, mas esta manhã o satélite (de monitoramento) Modis mostra um enfraquecimento", disse Atalay Arefe, professor de ciências naturais da Universidade de Adis Adeba.

Imagens de satélite do site do Volcanic Ash Advisory Centres na França mostraram a nuvem se movendo rumo à Arábia Saudita.

(Reportagem adicional de Tsefa-alem Tekle em Mekelle e de Praveen Menon em Dubai)

Mais conteúdo sobre:
ERITREIAVULCAO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.