Vulcão no Equador registra 700 explosões em 24 horas

O vulcão Tungurahua, no centro andino do Equador, gerou cerca de 700 explosões nas últimas 24 horas, informou hoje o Instituto Geofísico da Escola Politécnica Nacional.A montanha também registrou fortes ruídos que acompanham as explosões, cuja intensidade causou a vibração dos vidros de algumas casas em povoados vizinhos ao vulcão.As explosões foram ouvidas na cidade de Ambato, cerca de 30 quilômetros de distância, de onde também foi possível ver um clarão na cratera do Tungurahua.De noite foi informado sobre a saída de material magmático, em forma de blocos ou rochas incandescentes expelidas pelo vulcão cerca de 100 metros sobre a cúpula, e que depois caiam pela parte noroeste do vulcão.As explosões emitiram vapor e gases em forma de nuvens, que se elevaram a um quilômetro de altura a partir da cratera, afirma o relatório do Instituto Geofísico.O vulcão Tungurahua, situado 180 quilômetros ao sul de Quito, entrou em seu atual estado de erupção em 1999, e se caracterizou por intercalar períodos de grande atividade com outros de relativa calma, em um processo que os cientistas calculam que poderia durar meses ou anos.

Agencia Estado,

08 de julho de 2006 | 23h35

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.