WebJet quer assumir rotas domésticas da BRA

O presidente da WebJet, Paulo Enrique Coco, disse hoje que a empresa se reunirá com a diretoria da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) para apresentar uma proposta para assumir as operações domésticas da BRA, canceladas desde terça-feira. "Queremos crescer e essa é uma oportunidade", afirma.O executivo garante que a WebJet, recém-adquirida pela empresa de turismo CVC, está preparada tecnicamente, operacionalmente e financeiramente para assumir a BRA. Independentemente da reunião com a Anac, o executivo afirmou que está negociando com lessores (empresas que arrendam aeronaves) para ficar com quatro aviões modelo 737-300 da BRA.A companhia, baseada no Rio de Janeiro, opera atualmente com duas aeronaves 737-300 para dez destinos, entre eles Porto Alegre, Curitiba, Rio de Janeiro, Salvador e Brasília. Desde julho, a empresa opera aos sábados também para Belo Horizonte, Natal e Fortaleza. Até dezembro, a frota será dobrada com a chegada de mais dois 737-300.A empresa transporta atualmente em torno de 30 mil passageiros por mês, o que representa um crescimento de mais de 50% em relação ao registrado no ano passado.

BETH MOREIRA, Agencia Estado

09 de novembro de 2007 | 18h34

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.