Whirlpool divulga lucro operacional mais alto para 1º tri

A Whirlpool ìnformou nesta sexta-feira que seu lucro operacional trimestral subiu à medida que fortes aumentos nas vendas na maior parte do mundo, incluindo a Europa e a América do Norte, compensaram o câmbio e outros ventos contrários na América Latina e na Ásia.

Reuters

25 Abril 2014 | 09h24

A maior fabricante de eletrodomésticos do mundo divulgou um lucro líquido de 160 milhões de dólares para o primeiro trimestre, ou 2,02 dólares por ação, uma queda ante os 252 milhões de dólares, ou 3,12 dólares por papel, um ano antes.

Mas excluindo um crédito fiscal do ano passado e custos de reestruturação este ano, a Whirlpool disse que teve lucro de 2,20 por ação, ante 1,97 dólar por papel no ano passado.

A companhia, que vende máquinas de lavar e secadoras, fogões e geladeiras sob marcas que incluem a Whirlpool, Maytag, Brastemp e Consul, disse que as vendas cresceram 4,7 por cento para 4,4 bilhões de dólares.

A companhia disse que as vendas cresceram 4 por cento na América do Norte e a um ritmo similar na Europa.

As vendas também aumentaram na América Latina e na Ásia, mas custos mais altos de materiais e variações cambiais impactaram a lucratividade nestas regiões, disse a Whirlpool.

A companhia disse esperar que as vendas da indústria para o ano inteiro cresçam entre 5 e 7 por cento na América do Norte, fiquem entre a estabilidade e aumento de até 2 por cento na Europa, fiquem estáveis na América do Sul e fiquem entre a estabilidade e crescimento de até 3 por cento na Ásia.

(Por James B. Kelleher)

Mais conteúdo sobre:
CONSUMOWHIRLPOOLRESULTS*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.