WineIn discute o potencial do vinho tinto brasileiro

O que o vinho tinto brasileiro precisa para garantir seu lugar nos mercados do futuro? Em busca de resposta para essa pergunta nasceu o WineIn, evento que será realizado entre os dias 22 e 23 no Centro Fecomercio, em São Paulo.

O Estado de S.Paulo

15 Agosto 2013 | 02h55

Representantes de 23 vinícolas, de seis diferentes regiões produtoras do País, se juntarão a especialistas, jornalistas, profissionais e dirigentes do setor vitivinícola para debater temas como o terroir do Brasil, o marketing do vinho e Brasil versus China. Entre as presenças confirmadas estão James Lapsley, professor do departamento de Viticultura e Enologia da UC Davis, na Califórnia; Olivier Bourse, representante da Université de Bordeaux; os ingleses Andrew Shaw e Amy Friday, da importadora Bidendum; e Cláudio Salgado, sommelier do Marriott Hong Kong. "Vamos discutir não só a qualidade do que está sendo engarrafado, mas também logística e escala, entre outros temas", diz Breno Raigorodsky, coordenador e idealizador do WineIn.

Haverá também degustações, divididas em duas categorias - vinhos brasileiros de até R$ 50 e acima deste valor. Um júri vai escolher os cinco melhores em cada faixa. Os vencedores serão depois comparados a rótulos da Argentina e do Chile. O público também poderá eleger os seus favoritos. Para mais informações, acesse winein.com.br ou ligue para 3141-9440.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.