Zelaya diz que volta a Honduras na 5a para concluir mandato

O presidente deposto de Honduras, Manuel Zelaya, disse nesta terça-feira que os presidentes de Argentina e Equador e o chefe da OEA vão acompanhá-lo no retorno ao seu país na quinta-feira.

REUTERS

30 Junho 2009 | 16h09

Zelaya, que foi expulso de Honduras e levado à Costa Rica por militares no domingo, disse em uma entrevista coletiva que pretende voltar como presidente para concluir seu mandato e não vai disputar novamente a presidência do país.

O presidente deposto fez essas declarações após participar de reunião da Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas (ONU).

(Por Walter Brandimarte)

Mais conteúdo sobre:
HONDURASZELAYAVOLTAONU*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.