Zimbábue anuncia data de segundo turno presidencial

Disputa entre Mugabe e Tsvangirai será realizada no dia 27 de junho.

Da BBC Brasil, BBC

16 de maio de 2008 | 10h25

A Comissão Eleitoral do Zimbábue anunciou nesta sexta-feira que o segundo turno das eleições presidenciais será realizado no dia 27 de junho.A segunda rodada era para ter sido realizada no dia 23 de maio - 21 dias depois que os resultados do primeiro turno foram anunciados -, mas o governo emitiu uma lei de emergência permitindo um período de 90 dias para organizar a votação.O atual presidente, Robert Mugabe, e o candidato do partido de oposição Movimento pela Mudança Democrática (MDC, na sigla em inglês), Morgan Tsvangirai, já haviam confirmado participação na segunda rodada.Mas a oposição protestou em relação à escolha da data, dizendo que Robert Mugabe, e seu partido, o Zanu PF, irão usar as próximas seis semanas para intimidar os eleitores.Apesar disso, a correspondente da BBC em Johanesburgo Caroline Hawley diz que Tsvangirai tem pouca escolha a não ser participar do segundo turno, já que a outra alternativa será conceder vitória a Mugabe.O MDC acusa o governo e o Exército de bater e torturar simpatizantes do partido em uma tentativa de mantê-los longe das urnas ou fazer com que votem para o partido governista."A violência tem de acabar para que as eleições sejam conduzidas, caso contrário a votação não será legítima", disse Tsvangirai.O líder da oposição disse à BBC que Mugabe perdeu o controle do país e que o Exército estaria agora no comando."Mugabe pode ser a figura do líder, mas quem está no controle é o Exército", disse Tsvangirai à correspondente da BBC Orla Guerin.Tsvangirai também disse que o Zanu-PF havia "sondado" o MDC para a possibilidade de um governo de unidade nacional."Todo conflito termina na mesa de negociações. Nós estamos abertos à idéia, mas certamente não é uma prioridade", afirmou.Segundo os resultados do primeiro turno, Morgan Tsvangirai recebeu mais votos do que o atual presidente Robert Mugabe, mas não o suficiente para evitar um segundo turno.Em um discurso ao comitê central de seu partido nesta sexta-feira, Mugabe teria admitido que os resultados do primeiro turno foram desastrosos, mas teria dito que a expectativa para o segundo turno é bem diferente.BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.