Zona leste registra pior índice de umidade do ar em SP

A cidade de São Paulo registrou hoje mais um dia com índice da umidade relativa do ar abaixo do considerado ideal pela Organização Mundial da Saúde (OMS). De acordo com o Centro de Gerenciamento de Emergências (CGE), da Prefeitura de São Paulo, entre as 15 horas e 16 horas, a umidade relativa do ar permaneceu em torno dos 35%. O nível estipulado como ideal (60%) só deverá ser registrado na cidade por volta das 21 horas.

PRISCILA TRINDADE, Agência Estado

21 de abril de 2010 | 18h48

Os pontos mais críticos foram registrados nas regiões de Ermelino Matarazzo e Vila Prudente, ambos na zona leste, com mínima de 32% e 27% respectivamente.

O CGE destacou que a alta temperatura, na casa dos 31ºC, junto da baixa umidade impedem a dispersão de poluentes, prejudicando a saúde dos paulistanos. Com isso, é recomendável evitar exercícios físicos ao ar livre, umidificar os ambientes e permanecer, sempre que possível, em locais protegidos do sol.

Tudo o que sabemos sobre:
São Pauloumidade do arzona lesteOMS

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.