Zona oeste do Rio começa o dia com greve de ônibus

Zona oeste do Rio começa o dia com greve de ônibus

Ônibus que atendem principalmente os usuários na zona oeste do Rio de Janeiro pararam parcialmente hoje. O prefeito da capital fluminense, Eduardo Paes (PMDB), determinou hoje que as empresas voltem ao trabalho, colocando todos os seus ônibus nas ruas imediatamente. Segundo ele, não há motivos para as empresas suspenderem o serviço prestado à população, pois foi concedido reajuste nas tarifas de ônibus há dois meses.

SOLANGE SPIGLIATTI, Agência Estado

12 Abril 2010 | 11h00

Por causa da paralisação, foi adotado um esquema especial de trens durante a manhã. Segundo a SuperVia Concessionária de Transporte Ferroviário, foram colocados cinco trens extras nas linhas de Bangu, Campo Grande e Santa Cruz. Com isso, a empresa registrou um aumento de 20 mil passageiros até as 9 horas de hoje.

Além disso, a SuperVia estendeu as viagens da linha Campo Grande até o terminal Santa Cruz no período entre 9 e 16 horas. A nova programação vai aumentar a oferta na zona oeste (entre as estações Campo Grande e Santa Cruz), reduzindo, nesse período, os intervalos de 30 para 20 minutos entre as composições do ramal Santa Cruz. Nos horários de pico (antes das 9 horas e depois das 16h), os trens da linha Campo Grande não serão alterados, de acordo com a SuperVia.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.