Zôo de Nuremberg decide criar ursinho rejeitado pela mãe

Filhote da ursa Vilma será criado com mamadeira como ocorreu com o famoso Knut.

Marcelo Crescenti, BBC

09 de janeiro de 2008 | 14h39

Funcionários do zoológico de Nuremberg, no sul da Alemanha, decidiram criar um filhote de urso polar rejeitado pela mãe, a exemplo do que aconteceu com o famoso ursinho Knut, no zôo de Berlim.As ursas polares Vera e Vilma deram à luz três filhotes. O ursinho, filho da ursa Vilma, é o único que sobreviveu. Vera devorou seus dois filhotes, que supostamente estariam doentes.O zoológico reverteu a decisão inicial de não interferir no curso da natureza e deixar o ursinho morrer, caso fosse rejeitado.Segundo Dag Encke, diretor do zôo de Nuremberg, a ursa Vilma pôs o ursinho para fora da caverna e o deixou sozinho, um claro sinal de que ele havia sido rejeitado."Eu quase chorei", admitiu Encke, que então decidiu criar o ursinho a mamadeira, contrariando declarações feitas por ele mesmo dias atrás.Encke havia afirmado que preferia deixar os filhotes morrerem a alimentá-los com mamadeira, o que os acostumaria com os seres humanos e criaria problemas em sua vida adulta.Novo KnutCom a nova decisão, o ursinho que sobreviveu poderá ter o mesmo destino de Knut, o urso polar do zoológico de Berlim que ficou famoso mundialmente e ganhou até um programa de televisão.Na edição desta quarta-feira, o jornal alemão Bild publicou como manchete principal: "Te-mos um novo Knut!"Vários fotógrafos e equipes de TV já estão a postos no zoológico em Nuremberg para obter imagens do ursinho.O filhote ainda não foi batizado pelos funcionários do zoológico. Segundo eles, a principal preocupação agora é garantir a sobrevida do animal.BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.