'Reforma não vai afetar corte de CO2', diz embaixador

O chefe da delegação brasileira na 17ª Conferência do Clima da ONU (COP-17), embaixador André Corrêa do Lago, negou ontem em Durban que a aprovação do Código Florestal prejudicará os compromissos assumidos pelo País em relação ao corte de emissões de gases-estufa, como temem ambientalistas e cientistas. Quase 200 países negociam na África do Sul um acordo para combater o aquecimento global.

O Estado de S.Paulo

30 de novembro de 2011 | 03h02

"É impossível que o Código agrade a todos, mas acreditamos que ele permitirá que o Brasil continue cumprindo seu esforço de redução das emissões do desmatamento", disse. Críticos afirmam que o Código permitirá um aumento do desmate, a maior fonte das emissões de gases-estufa do País. / AFRA BALAZINA, ENVIADA ESPECIAL A DURBAN

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.