David Mercado/Reuters
David Mercado/Reuters

Evo garante que não disputará presidência novamente em 2015

Líder boliviano se declarou vencedor do pleito no domingo e já estuda programas para seu novo mandato

Efe,

07 de dezembro de 2009 | 15h42

O presidente da Bolívia, Evo Morales, afirmou nesta segunda-feira, 7, que não tem interesse de buscar reeleição para um terceiro mandato a partir de 2015, embora tenha lembrado que a nova Constituição Política do Estado (CPE) permita que pleiteie novamente o cargo.

 

Veja também:

linkApós declarar-se vencedor, Evo se reúne com ministros

 

"Evo Morales não tem nenhum interesse em uma nova ratificação", disse o presidente ao ser consultado em entrevista coletiva, um dia depois das eleições realizadas na Bolívia nas quais conseguiu a reeleição para um mandato de cinco anos.

 

Morales, que governa a Bolívia desde janeiro de 2006, ganhou o pleito do domingo com 60% de apoio, segundo as pesquisas. O presidente sustentou que a Carta Magna promulgada em fevereiro de 2009 permite concorrer a uma reeleição mais, já que o pleito vencido no domingo deve ser considerado como a primeira eleição, desde que entrou em vigor a nova Constituição. "Se interpretarmos a nova Constituição Política do Estado boliviano, a mesma permite uma eleição e uma reeleição. Mas nunca pensei em reeleição", comentou Morales.

 

O governante disse que seu desejo é acabar bem sua gestão para sair com "autoridade e moral", como ocorre nas comunidades camponesas do planalto.

 

A Corte Nacional Eleitoral (CNE) deve anunciar ainda nesta segunda os primeiros relatórios oficiais sobre a votação de domingo e em 48 horas avançar documento com 80% da apuração.

Tudo o que sabemos sobre:
EvoMoralesEvo MoralesBolívia

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.