Forum Dos Leitores

Fórum dos Leitores

Veja mais sobre quem faz

Fórum dos Leitores

Cartas de leitores selecionadas pelo jornal O Estado de S. Paulo

exclusivo para assinantes
Por Fórum dos Leitores
8 min de leitura

Energia em São Paulo

Alerta da Defesa Civil

A Defesa Civil de São Paulo emitiu alerta para a possibilidade de ocorrerem rajadas de vento chegando a 100 km/h entre ontem e amanhã, quando nova frente fria chega à região. O Climatempo acrescenta o risco de haver raios e chuva de granizo. A Enel alerta que, se esses ventos se confirmarem, o desabastecimento de eletricidade voltará aos pontos atingidos e a recuperação será demorada, como foi no evento de 3/11. O colapso voltará ao abastecimento porque as condições operacionais são as mesmas. A distribuidora fez sua comunicação ao mesmo tempo que era noticiada a decisão do prefeito Ricardo Nunes de pedir à Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) o cancelamento do seu contrato de distribuição. Tivessem os ventos soprado como habitualmente, não haveria número tão grande de sinistros e a concessionária, com os recursos de que dispõe, poria tudo para funcionar em algumas horas, como sempre fez. Mas, em se tratando de uma catástrofe, é preciso redimensionar e aparelhar-se para a nova situação climática, decorrente da virulência do fenômeno El Niño, que tem provocado desastres em todo o Brasil, na América do Sul e até nos outros continentes. Mais importante do que cassar concessões, multar e punir os parceiros é resolver o problema e abreviar ao máximo o tempo de interrupção de abastecimento de energia. Em vez do viés punitivo, deveriam estar em marcha a reestruturação e a sinergia. A distribuidora está sendo chamada pelo administrador do seu contrato a ampliar os recursos de recuperação de sinistros e a Prefeitura e órgãos ambientais, buscando solução para o antigo problema das árvores que, com o vento, caem sobre a fiação elétrica. O caos recente é fruto da alteração climática, e a única coisa que a população e as autoridades têm a fazer é adaptar-se à nova situação. A responsabilidade não é só das distribuidoras de energia, mas do poder público e até do consumidor, que, entre outras coisas, pode verificar se a árvore na frente de sua casa está sadia ou denunciar anormalidades na fiação. Tudo antes de o desastre acontecer.

Dirceu Cardoso Gonçalves

aspomilpm@terra.com.br

São Paulo

*

Demagogia

O prefeito de São Paulo pediu o cancelamento da concessão da Enel? Vai iluminar a cidade e energizar os equipamentos municipais com geradores a diesel? Isso é demagogia de véspera de eleição. A Enel é fornecedora exclusiva de energia elétrica, mas a responsabilidade pelas árvores que interferem na rede elétrica é da Prefeitura. Por exemplo, em frente à minha casa há uma árvore infestada de cupins, quase morta, apoiando-se nos fios da rede. Em 26/10, solicitei pelo portal SP156 (protocolo 31498162) uma vistoria, embasada em várias fotos. Deram-me um prazo de 180 dias para análise! Consultando ontem a solicitação, informam que “faltam 97 dias”. É o que temos, a um custo elevado: fornecedor exclusivo de energia e incompetência municipal.

Carlos Alberto Roxo

roxo.sete@gmail.com

São Paulo

*

Calçadas em SP

Invadidas

A situação das calçadas em São Paulo é pior do que as de Goiânia, citadas no excelente artigo de Antonio de Padua Teixeira (A calçada é pública, 17/11, A6). Além de todos os problemas relatados, aqui centenas de maus bares as tomaram com suas mesas, cadeiras, banquetas e aparadores, transformando-as em espaços privados. Quando não expulsam os pedestres para a pista, os espremem junto à guia e sarjeta com uma linha ilegalmente demarcada no piso, baseados numa interpretação errônea da legislação do que é a faixa livre da calçada para passagem das pessoas. Isso com a complacência e negligência do poder público.

Jaques Mendel Rechter

jaquesrechter@gmail.com

São Paulo

*

Judiciário

Mais um benefício

A mais cara e lenta Justiça do mundo segue igual, como mostra a matéria Magistrados terão folga por ‘acúmulo de acervo’ (Estadão, 16/11, A9). Quando é que nossa Justiça vai nos brindar com medidas que reduzam seus custos e a façam menos lenta?

José Elias Laier

joseeliaslaier@gmail.com

São Carlos

*

Governo Lula

Flávio Dino

O ministro da Justiça, Flávio Dino, parece ter uma missão: implodir o governo Lula. E, até aqui, está se saindo muito bem.

Luiz Gonzaga Tressoldi Saraiva

lgtsaraiva@gmail.com

Salvador

*

Cartas selecionadas para o Fórum dos Leitores do portal estadao.com.br

PAZ, SEM NETANYAHU NEM HAMAS

Uma paz verdadeira e duradoura para Israel e Palestina implica no fim do Hamas, político e militar, na Faixa de Gaza, e a saída de Benjamin Netanyahu e seus extremistas de direita do governo de Israel, além da definitiva criação do Estado Nacional da Palestina, em Gaza e na Cisjordânia, sem policiamento ou colonos de Israel. Ou isso ou guerra sem fim na Terra Santa sem paz.

Paulo Sergio Arisi

paulo.arisi@gmail.com

Porto Alegre

*

VENDA DE ARMAS E O QUE INTERESSA

Ao assistir a Conselho de Segurança da Organização das Nações Unidas (ONU) tive náuseas! A representante dos Estados Unidos é contra tudo o que pare a carnificina, e o representante russo fala em pausa humanitária contra a mesma carnificina como se não estivesse fazendo o mesmo na Ucrânia! Na verdade, querem apenas vender armas e artefatos de destruição, pouco se importando com seres humanos! O Hamas encontrou um Benjamin Netanyahu à altura para satisfazer os fabricantes de armas. A eles não interessa a paz!

Cecilia Centurión

ceciliacenturion.g@gmail.com

São Paulo

*

CRIANÇAS

Qual a diferença entre as crianças palestinas e ucranianas mortas em guerras? Para Lula da Silva, os palestinos estão sendo alvos de ataques terroristas perpetrados pelos judeus, mas se abstém de condenar os bombardeios russos contra a Ucrânia, que também vitimam milhares de crianças.

J. A. Muller

josealcidesmuller@hotmail.com

Avaré

*

3ª GUERRA MUNDIAL

Se a 3ª Guerra Mundial for declarada, de que lado você quer ver o Brasil? Unido com Irã, Palestina, Rússia ou unido com Estados Unidos, Israel, França, Espanha, Portugal? Escolher o lado errado gera mais perdas e mortes. Que o diga Rússia e Palestina, dois países que atacaram e estão colhendo o que plantaram. Fica a dica. Façam suas escolhas e usem as redes sociais para se posicionar. Não morram em vão para defender um presidente populista.

Maria Carmen Del Bel Tunes

carmen_tunes@yahoo.com.br

Americana

*

PAÍS ENVERGONHADO

Lula, o verborrágico inconsequente, continua envergonhando o povo brasileiro junto à opinião pública internacional. Lula diz que Israel quer ocupar Gaza; comunidade judaica critica falas ‘equivocadas’ e perigosas (Estado, 14/11). Israel tem todo o direito de anexar a Faixa de Gaza, mesmo que temporariamente, para “esmagar” quaisquer tentativas de sobrevivência do grupo terrorista. Certamente, administrado por Israel, os palestinos de Gaza terão uma vida muito mais digna se o opressor Hamas for definitivamente extinto. Enquanto isso, Lula da Silva se cala com a circulação pelos corredores e gabinetes do Ministério da Justiça, de “ilustres” representantes do Comando Vermelho.

Maurílio Polizello Junior

polinet@fcfrp.usp.br

Ribeirão Preto

*

GUERRA E PAZ

As falas de Lula sobre o massacre realizado por Israel em Gaza são totalmente apropriadas. Após condenar a ação do Hamas em território israelense, ele brada contra o assassinato de milhares de pessoas inocentes, em grande parte crianças e feridos, promovido por Israel na Faixa de Gaza, e busca a paz e o respeito pelo direito à vida e uma pátria para os palestinos. Discurso que deveria ser também o da ONU e do mundo civilizado.

Sylvio Belém

sylviobelem@gmail.com

Recife

*

UMA FALA DESEQUILIBRADA

Vendo a forma desequilibrada com que Lula se referiu ao conflito Israel x Hamas, quando recepcionou brasileiros vindos da guerra, pode se entender porque essa pessoa nunca poderá levar o Nobel da Paz. Um líder verdadeiro tem compaixão e respeita a dor de seus semelhantes. Nunca é demais lembrar: um presidente que não é capaz de unir o seu povo tem condições de falar em paz mundial? Até porque essas falas desconexas são próprias de quem tem dificuldade em aceitar que o Hamas é um grupo terrorista, que diz ser a Venezuela uma democracia relativa e que o povo argentino precisa escolher um governo que goste da democracia. Será que ouvi direito? É daí pra pior.

Izabel Avallone

izabelavallone@gmail.com

São Paulo

*

LULA

Lula da Silva faria melhor se parasse de fazer turismo internacional e de palpitar nos assuntos dos países dos outros. Com isso, sobraria muito mais tempo para se dedicar ao seu emprego de presidente do Brasil. E se quiser, dar uma boa olhada no seu quintal, onde, no ano passado, 40 mil brasileiros foram vítimas de homicídio, o que dá 110 assassinatos por dia. Isso quer dizer que, naquele mesmo dia em que Lula esteve ocupado recepcionando os 32 refugiados do Oriente Médio, mais 110 brasileiros residentes no Brasil tiveram morte violenta. E outros 110 ontem. No índice dos países mais seguros do mundo, num ranking de 163 nações, o Brasil figura no 132º lugar, o que, certamente, não é motivo de orgulho para nenhum de nós. Mas Lula pode se gabar que o País está em destaque na lista das 50 cidades mais violentas do mundo: afinal 10 delas são brasileiras.

Rogerio Teperman

rogerioteperman@yahoo.com.br

São Paulo

*

INSEGURANÇA PÚBLICA

Como o povo brasileiro pode ficar tranquilo com a segurança pública se no Ministério da Justiça, sob o comando de Flávio Dino, sua equipe recebe festivamente a “dama do tráfico”, Luciene Barbosa Freitas, mulher de um dos líderes do grupo criminoso Comando Vermelho? Ora, se o crônico problema de segurança púbica já era ruim, nesse governo pode piorar, mesmo porque, se Lula exercesse a liderança que se exige de um governante, já teria em função desse grave episódio demitido seu ministro da Justiça.

Paulo Panossian

paulopanossian@hotmail.com

São Carlos

*

SELEÇÃO! QUE MOMENTO VIVE O BRASIL

A lavada que a seleção brasileira tomou de 7 x 1 no dia 8 de julho de 2014, na Copa do Mundo, não foi um acidente de percurso. De lá para cá, os vexames se repetem. Infelizmente, nos tornamos uma das seleções pequenas da América do Sul, que são sempre meras figurantes dos mundiais. Tudo dentro desse momento ruim que o Brasil atravessa, quando se tem notícia de que estranhas visitas foram recebidas no Ministério da Justiça.

Paulo T. J. Santos

ptjsantos@yahoo.com.br

São Paulo

*

COLÔMBIA 2 X 1 BRASIL

A seleção brasileira fez 1 x 0 contra a Colômbia aos três minutos. Parecia que seria tudo diferente, mas, no segundo tempo, os colombianos fizeram 2 x 1. A maior figura da nossa seleção foi Alisson. Ficou claro que ainda não foi assimilada pelos jogadores a forma Diniz Mania de jogar. O próximo adversário é a Argentina e vai complicar se não vencermos.

Humberto Schuwartz Soares

hs1971tc@gmail.com

Vila Velha (ES)

*

SELEÇÃO BOLA MURCHA

Francamente, com essa seleçãozinha bola murcha perdendo de virada da Colômbia, o sonho da sexta estrela do hexa vai virar novamente pesadelo e frustração. Brasil pentacampeão, quem te viu, quem te vê....

J. S. Decol

decoljs@gmail.com

São Paulo

*

O BRASIL PRECISA MUDAR DE VERDADE

A Amazônia seca e pega fogo. O que ainda resta do Pantanal está em chamas. O País inteiro enfrenta ondas de calor sem precedentes. Mesmo o negacionista mais convicto já deve estar revendo os conceitos. A turma do agronegócio já deve ter percebido que sem água e com 60º C de sensação térmica não será agradável a vida nos milhões de hectares sem qualquer sombra. O Brasil precisa mudar de rumo, precisa de gente competente na gestão ambiental e precisa aprender a ganhar dinheiro de verdade no agronegócio. Recuperar florestas, tratar a água como o bem mais valioso do mundo, mudar a matriz agropecuária para atividades muito mais lucrativas. Não será plantando soja e vendendo boi vivo que o País vai sair do terceiro mundo. O Brasil precisa se dar conta disso tudo e começar a mudar de verdade.

Mário Barilá Filho

mariobarila@yahoo.com.br

São Paulo

*

ESQUENTA BLACK FRIDAY

Do jeito que está quente, a campanha “esquenta Black Friday” não é bem-vinda. “Esfria Black Friday” é mais apropriada! Socorro!

Roberto Solano

robertossolano@gmail.com

Rio de Janeiro

*

ECOS DO CALOR

Essa atual e avassaladora onda de calor que que vem atingindo todo o País está provocando efeitos nada benéficos para a nossa imensa sociedade. Entre outros danosos efeitos, está o consumo recorde de energia, que nos tem obrigado a importar parte de tal produto e ainda acionar as termoelétricas que possuímos. Tudo isso, mesmo sem risco de desabastecimento, tem impacto a economia nacional, com efeitos nos custos de tudo que produzimos, o que diminui o crescimento de nossa Economia como um todo.

José de Anchieta Nobre de Almeida

josenobredalmeida@gmail.com

Rio de Janeiro