PUBLICIDADE

Foto do(a) blog

Notícias e artigos do mundo do Direito: a rotina da Polícia, Ministério Público e Tribunais

Zé Dirceu chega a Brasília e é chamado de 'ladrão'

Ex-ministro da Casa Civil, solto por ordem do Supremo Tribunal Federal, vai morar na Capital onde aguardará julgamento da segunda instância da Lava Jato

PUBLICIDADE

Foto do author Vera Rosa
Por Vera Rosa, Dida Sampaio e de Brasília
Atualização:

José Dirceu é hostilizado em Brasília. FOTO: DIDA SAMPAIO/ESTADÃO Foto: Estadão

O ex-ministro da Casa Civil José Dirceu chegou na noite desta quinta-feira, 4, ao prédio onde mora, em Brasília, e foi hostilizado por cerca de 50 manifestantes do movimento #NasRuas e por moradores da vizinhança. Alguns deles invadiram a garagem do prédio e deram socos no carro que transportava o petista.

Quinze policiais militares contiveram com spray de pimenta os manifestantes, que gritavam "Fora, Dirceu!", "Dirceu ladrão, seu lugar é na prisão!" e "Supremo Tribunal, vergonha nacional".

O ex-ministro José Dirceu chega ao apartamento onde vai morar no bairro Sudoeste em Brasília. FOTO: DIDA SAMPAIO / ESTADÃO Foto: Estadão

Um boneco inflável de 13 metros do ministro do Supremo Ricardo Lewandowski foi estrategicamente posicionado na entrada da garagem do prédio, no bairro Sudoeste. Lewandowski foi um dos que votaram pela revogação da prisão preventiva de Dirceu, ao lado dos colegas de Corte Dias Toffoli e Gilmar Mendes.

Durante protesto em frente ao prédio onde Dirceu vai morar em Brasília, manifestantes inflaram um boneco do ministro do STF Ricardo Lewandowski. FOTO: DIDA SAMPAIO/ESTADÃO Foto: Estadão

Moradores bateram panelas e motoristas simpáticos ao protesto fizeram um "buzinaço". No banco da frente do carro, Dirceu se mostrou impassível.

O ex-ministro José Dirceu chega ao apartamento onde vai morar no bairro Sudoeste em Brasília. FOTO: DIDA SAMPAIO / ESTADÃO Foto: Estadão

PUBLICIDADE

"O Supremo tem uma série de processos parados. Por que soltar justamente um bandido reincidente?", afirmou Carla Zambelli, porta-voz do movimento #NasRuas.

Publicidade

Da janela do prédio em frente onde Dirceu vai voltar a morar com a mulher, Simone, e a filha caçula, Maria Antônia, de cinco anos, uma mulher gritou "Fora, Temer!" Do outro lado da rua, uma manifestante anti-PT rebateu: "Foram vocês que puseram ele, lá, querida!"

O ex-ministro José Dirceu chega ao apartamento onde vai morar no bairro Sudoeste em Brasília. FOTO: DIDA SAMPAIO / ESTADÃO Foto: Estadão

Condenado a 32 anos e um mês de prisão, em duas ações da Lava Jato, Dirceu ganhou habeas corpus do STF na quarta-feira. Antes de seguir para Brasília, com parada em São Paulo, passou na casa do advogado Daniel Godoy, em Curitiba. Estava com tornozeleira eletrônica, mas disse já ter se acostumado com ela.

Na capital paulista, tomou café da manhã com os filhos Joana e Zeca Dirceu, deputado, e com o amigo Breno Altman. Ali, revelou o medo de não ficar muito tempo em liberdade.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.