PUBLICIDADE

Júlia Zanatta aciona MPF contra Érika Hilton, que a chamou de ‘feia’ e ‘ridícula’

Durante discussão, Zanatta disse que deputada do Psol incita conflitos e, depois, acusa parlamentares de transfobia

PUBLICIDADE

Foto do author Guilherme Naldis
Por Guilherme Naldis
Atualização:

A deputada federal Júlia Zanatta (PL-SC) vai recorrer ao Ministério Público Federal para que sejam tomadas medidas legais contra a também deputada Érika Hilton (Psol-SP), que a chamou de “feia” e “ultrapassada”.

O bate boca ocorreu na comissão de Defesa dos Direitos das Mulheres, em 5 de junho, durante uma fala da ministra das Mulheres, Cida Gonçalves. Na ocasião, Zanatta disse que Cida deveria deixar o cargo e afirmou que Hilton agride a todos para, depois, “sai acusando os outros de transfobia”.

A deputada Júlia Zanatta quer que o MP adote medidas legais contra Erika Hilton Foto: Mario Agra/Câmara dos Deputados

PUBLICIDADE

Érika retrucou chamando a bolsonarista de “ridícula”, “feia” e “ultrapassada”. Em tom sarcástico, disse: “vai hidratar esse cabelo. Vai se cuidar, pelo amor de Deus”.

O deputado Nikolas Ferreira (PL-MG), que estava próximo das duas, entrou na conversa e cometeu transfobia contra Érika. “Pelo menos, ela é ela”, disse.

Por causa da fala de Nikolas, Erika acionou o MPF para que ele seja obrigado a indenizá-la em 5 milhões de reais, além de cobrar uma investigação contra o parlamentar.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.