PUBLICIDADE

Ex-prefeito na PB é acusado de beneficiar construtoras

PUBLICIDADE

Por AE
Atualização:

O Ministério Público Federal (MPF) em Sousa, na Paraíba, propôs ação de improbidade administrativa contra o ex-prefeito de Igaracy Francisco Hélio da Costa por má aplicação de recursos federais repassados ao município, localizado a 414 quilômetros de João Pessoa. Além dele, duas pessoas e duas construtoras também estão sendo processadas pelo MPF-PB.Segundo o procurador da República Rodolfo Alves Silva, as irregularidades ocorreram na execução de um convênio de R$ 130 mil com a Fundação Nacional de Saúde (Funasa), para melhorias sanitárias domiciliares no município. De acordo com MPF, o ex-prefeito teria fraudado e direcionado licitação para beneficiar as construtoras. Na ação, o procurador aponta ainda omissão do acusado diante da fiscalização da obra, que não teria sido executada "a contento".O MPF pede que os réus sejam condenados a ressarcir integralmente o dano, a pagar multa civil de até duas vezes o valor do prejuízo e que sejam proibidos de contratar com o poder público ou receber benefícios ou incentivos fiscais ou creditícios pelo prazo de cinco anos, além de terem suspensos os direitos políticos.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.