PUBLICIDADE

EXCLUSIVO PARA ASSINANTES
Foto do(a) coluna

Bastidores da política e da economia, com Julia Lindner e Gustavo Côrtes

Governo teve garantia que relatores de reforma trabalhista seriam alinhados ao Planalto

.

PUBLICIDADE

 Foto: Eraldo Peres/AP

O governo não operou para impedir que a reforma trabalhista passasse por três comissões no Senado porque recebeu a garantia de que os relatores escolhidos seriam alinhados com o Planalto.

Mas o Palácio do Planalto só ficou calmo quando o líder do governo, Romero Jucá (PMDB-RR), foi indicado para relatar a reforma na CCJ, "controlada" pelo rebelde Renan Calheiros.

Siga a Coluna do Estadão:Twitter: @colunadoestadaoFacebook: facebook.com/colunadoestadao

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.