PUBLICIDADE

PF indicia empresários por fraude no Ministério da Saúde

PUBLICIDADE

Dois empresários foram indiciados pela Polícia Federal durante a operação Carga Bruta, deflagrada ontem, em Brasília, acusados de participar de fraudes em licitações em andamento no Ministério da Saúde. De acordo com a PF, a operação tinha como objetivo reprimir os crimes de corrupção ativa e tentativa de fraude em licitação, que visava contratar empresa especializada no transporte de cargas e encomendas para todo o País. O contrato foi orçado em aproximadamente 50 milhões de reais por ano. Foram indiciados até o momento, o dono da empresa de cargas, com sede no aeroporto de Brasília e o empresário encarregado de fazer o lobby junto a servidores do Ministério da Saúde.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.