TSE não pode ser desprezado ‘sob desconfiança absolutamente sem justa causa’, diz Pacheco

Foto: Edilson Rodrigues/Agência Senado

Em discurso durante a abertura do X Fórum Jurídico de Lisboa, presidente do Senado, Rodrigo Pacheco, afirma que é preciso ‘defender as instituições e não desvalorizá-las’

Continua após a publicidade

Em meio às alegações, sem provas, de desconfiança sobre a segurança das urnas eletrônicas por parte do presidente Jair Bolsonaro e aliados, o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD-MG), defendeu a autoridade e atuação do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) na abertura do X Fórum Jurídico de Lisboa.

“Teremos eleições este ano, que acontecerão no sistema eletrônico de votação, sob a guarda do eficiente Tribunal Superior Eleitoral, que é uma justiça especializada que custa à sociedade brasileira e que não pode ser desprezada sob uma desconfiança absolutamente sem justa causa.”

Continua após a publicidade

 Presidente do Senado Federal, Rodrigo Pacheco (PSD-MG), discursou hoje no X Fórum Jurídico de Lisboa, e defendeu as urnas eletrônicas e o Tribunal Superior Eleitoral
Presidente do Senado Federal, Rodrigo Pacheco (PSD-MG), discursou hoje no X Fórum Jurídico de Lisboa, e defendeu as urnas eletrônicas e o Tribunal Superior Eleitoral Foto: Jefferson Rudy/Agência Senado

Pacheco disse ainda que cabe a todos a defesa dos Poderes e das instituições: “Afirmações e reafirmações de defesa dos Poderes é algo que nos cabe, cada qual na sua posição, no seu quadrado, temos que defender as instituições e não desvalorizá-las”. Segundo ele, “se alguém no Brasil pensar em ruptura”, “não é definitivamente ruptura do estado de direito”.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Publicidade