PUBLICIDADE

Usar duas máscaras bem ajustadas reduz propagação do coronavírus em mais de 90%, diz CDC americano

O órgão americano conduziu pesquisas em janeiro para analisar qual a proteção conferida quando máscaras de panos são usadas sobre uma máscara cirúrgica. Os resultados foram divulgados nesta quarta-feira

PUBLICIDADE

Por Manas Mishra

Assegurar que a máscara está posicionada de maneira firme na face e o uso de duas máscaras são meios de reduzir significativamente a exposição ao novo coronavírus, apontam estudos divulgados nos Estados Unidos nesta quarta-feira, 10.

O Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC) dos Estados Unidos conduziu em janeiro pesquisas para analisar qual a proteção conferida quando máscaras de panos são usadas sobre uma máscara médica de três camadas, com as alças bem atadas. 

Governador de Washington, Jay Inslee, usa duas máscaras durante durante agenda nesta semana, nos Estados Unidos Foto: AP Photo/Ted S. Warren

PUBLICIDADE

Pesquisadores descobriram que ambos os métodos ajudam a reduzir a exposição a aerossóis potencialmente infecciosos em mais de 90% em simulações laboratoriais.

Os dados mostraram que usar a máscara ajuda a reduzir a exposição a partículas do tamanho de gotículas que espalham a covid-19, na comparação com o cenário de não uso da máscara. 

As pesquisas destacaram que "as máscaras funcionam e funcionam melhor quando bem ajustadas e usadas corretamente", disse o diretor do CDC Rochelle Walensky. 

Walensky acrescentou que materiais reutilizáveis conhecidos como mask-fitters, que ajuda no ajuste das máscaras junto ao rosto, também são opções para melhorar o encaixe.

Resultados de um experimento demonstraram que uma máscara cirúrgica não atada bloqueou 42% das partículas de uma tosse simulada, e a máscara de pano sozinha bloqueou 44,3%. A combinação das duas máscaras bloqueou 92,5% das partículas da tosse.

Publicidade

Em outro experimento, o CDC tentou simular a propagação da covid-19 durante a respiração quando uma ou ambas as pessoas estão usando a máscara apropriadamente. No primeiro cenário, com apenas a fonte dos aerossois usando uma máscara, eles descobriram que a exposição ao coronavírus foi reduzida em 82,2% nas ocasiões de dupla proteção, e 62,9% com máscara cirúrgica bem posicionada e amarrada.

Quando a fonte e o receptor de respirações simuladas com aerossois estavam ambos com duas máscaras, a exposição do receptor foi reduzida em 96,4%. 

Com variantes mais contagiosas do vírus circulando, John Brooks, do CDC, disse ao jornal americano The Washington Post que "o que pudermos fazer para melhorar o encaixe da máscara para que funcione melhor, mais rápido iremos encerrar essa pandemia." 

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.