PUBLICIDADE

O Orient-Express apresenta a Grã-Bretanha

PUBLICIDADE

Por Agencia Estado
Atualização:

Quando foi inaugurado, no século 19, o trem Orient-Express, que ligava Paris a Istambul, era privilégio de nobres, intelectuais, lordes e barões. Quase um século mais tarde, em 1982, entrou em operação o Venice Simple Orient-Express (VSOE), um modelo mais glamouroso. Este ainda funciona e guarda o mesmo luxo e clima romântico no trajeto Londres-Paris-Veneza. Turistas hoje embarcam nos trens dessa linha, não pelo trajeto e muito menos pelo transporte, como fazia a nobreza antigamente. Mas sim pelo momento de puro glamour. Os trens da Orient-Express passaram a ter esse significado. Além do clássico VSOE, a companhia opera outros dois bastante conhecidos mundo afora: um na Austrália (Great South Pacific Express) e um entre Bangcoc e Cingapura (Eastern & Oriental Express). Menos famoso mas tão sofisticado quanto os outros da família, o Northern Belle é um dos dois trens menores da linha que circula dentro da Grã-Bretanha. Ele percorre a região norte e parte de Manchester, Liverpool ou York, dependendo do roteiro. O trem é inspirado nos modelos glamourosos dos anos 30. Tem seis vagões-restaurante que comportam 252 passageiros em mesas para duas ou quatro pessoas. Por dentro, cadeiras de veludo ao redor das mesinhas impecavelmente arrumadas com taças de cristal e talheres de prata. A vantagem: pode-se fazer roteiros curtos - passeios de um dia ou simplesmente um jantar a bordo do trem. Uma viagem de pouco tempo, mas inesquecível. O jantar no Northern Belle dura cerca de quatro horas. E o ritual, que tem início na estação, tem de ser seguido à risca por todos os passageiros. Logo na chegada, uma taça de champanhe para brindar o momento. Em seguida, entrada, prato principal, sobremesa, um quarto prato de queijos selecionados e o cafezinho final. Mas não é só a gastronomia que conquista os passageiros do Northern Belle. O programa é feito especialmente para quem quer ser tratado como um lorde inglês. O garçom é impecável até mesmo na hora de servir a champanhe no copo de cristal. O balanço sobre os trilhos é incapaz de fazê-lo derrubar sequer uma gota. Os viajantes estão sempre muito bem vestidos, como se fossem a uma festa de gala. Aliás, nas datas comemorativas - Valentine´s Day (Dia dos Namorados inglês), Dia das Mães, Natal e Réveillon - o programa é bastante procurado e tem menus especiais. Claro que tantas regalias têm um alto preço. O passeio com jantar, incluindo o menu com quatro pratos regado a champanhe e vinhos, sai a 140 libras esterlinas (aproximadamente US$ 201). A partir deste ano, o Northern Belle começa a fazer o chamado Grand Tour of Great Britain, um roteiro de sete dias por várias cidades da Grã-Bretanha. As saídas estão marcadas para os dias 6 de setembro e 8 de outubro. O novo roteiro começa em Londres e passa por no mínimo nove cidades. Entre elas, York, Edimburgo, Oban, Yorkshire, Chester, Wales, Bath, Stonehenge e Salisbury. O roteiro ainda inclui paradas e hospedagem nessas cidades. Northern Belle - Na Internet, é possível ver o roteiro e o cronograma no www.raileurope.com/us. Basta clicar em BritRail e depois em Northern Belle. A Queensberry monta pacotes para o Grand Tour, incluindo seis dias de acomodação, city tours nas paradas e algumas refeições. Preço sob consulta. Tel: 3217-7100.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.