PUBLICIDADE

Foto do(a) blog

Turismo de luxo, hotelaria e novas tendências do mercado de viagens e turismo

Toda a bossa do Algarve

PUBLICIDADE

Por Mari Campos

Mar, falésias, beach clubs, vilarejos charmosos, bons restaurantes, bares animados, estradinhas poéticas. Visitar o Algarve, no sul de Portugal, é sempre um prazer imenso. Mas realmente fica ainda melhor quando os dias ficam mais longos e as temperaturas começam a esquentar.

ACOMPANHE A MARI CAMPOS TAMBÉM NO INSTAGRAM

Conhecida pelas belas praias banhadas pelo Atlântico, a região do Algarve atrai há décadas turistas europeus, principalmente alemães e ingleses. Nos últimos anos, virou figurinha frequente nas revistas de viagem internacionais e, por fim, começou a cativar a atenção dos viajantes americanos e brasileiros também.

 Foto: Mari Campos

PUBLICIDADE

Com simpáticas cidadezinhas, algumas vilas de pescadores caiadas em falésias e desfiladeiros à beira-mar, o bom momento do turismo do Algarve tem tornado a região também bastante fértil em infraestrutura hoteleira, restaurantes, bares e, é claro, também muitos campos de golfe.

E o melhor: embora para curtir praia o ideal seja viajar para lá entre junho e setembro (até porque a água do mar, apesar de linda, é sempre extremamente gelada!), o Algarve é destino bom de visitar o ano inteiro.

Publicidade

LEIA TAMBÉM: Silver Ray: nova beleza em alto mar

.

 Foto: Mari Campos

.

Algarve essencial: a imperdível Carvoeiro

A pequena Carvoeiro é um encantador povoado à beira-mar no Algarve. O centrinho, logo diante do mar de sua praia principal, é tomado por bares, restaurantes, lojas, sorveterias e cafés abertos dia e noite.

ACOMPANHE A MARI CAMPOS TAMBÉM NO INSTAGRAM

E a atmosfera por ali nos meses mais quentes, quando tudo está aberto e em pleno funcionamento, é mesmo deliciosa - e extremamente democrática, com sempre muitos casais, grupos de amigos, solo travellers e famílias inteiras.

Publicidade

As praias por ali são excelentes, e todas lindas, ladeadas por incríveis falésias que parecem mudar de cor conforme a luz do sol vai incidindo sobre elas ao longo do dia. A própria praia do centrinho, pequenina, é deliciosa.

A pequena praia do centrinho de Carvoeiro. Foto: Mari Campos

Além da ótima infraestrutura hoteleira de Carvoeiro, existem também sempre muitos apartamentos e imóveis para aluguel de temporada. De lá saem também muitos tours pela região operados por agências locais.

Mas o destaque fica mesmo por conta do belo Tivoli Carvoeiro, que tem vistas lindas para uma praia selvagem e as falésias logo em frente - inclusive de boa parte das acomodações, todas com varandas.

Vista do quarto do Tivoli Carvoeiro. Foto: Mari Campos

O Tivoli Carvoeiro tem ainda bons restaurantes e um badalado rooftop bar, ambos abertos também a não hospedes. Seu belo Skybar tem também um delicioso restaurante de sushis anexo. 

Tem piscinas interna e externa, spa com produtos Natura Bissé e localização redondinha para garantir tanto sossego absoluto enquanto estiver no hotel como também fácil e rápido acesso às principais praias, atrações e ao próprio vilarejo (que está a literalmente dez minutos de caminhada). E acesso direto a algumas das trilhas da região.

Publicidade

O Tivoli Carvoeiro tem também um serviço gratuito de tuk-tuks que levam e trazem os hóspedes em alguns horários durante o dia ao centro de Carvoeiro e às belas praias de Centeanes e Marinha, ambas com visuais realmente espetaculares.

CLIQUE AQUI para ver detalhes, disponibilidade e valores do Tivoli Carvoeiro. 

.

Detalhe de um dos quartos do Tivoli Carvoeiro. Foto: Mari Campos

.

De barco para ver de perto falésias, grutas, cavernas e enseadas quase desertas

Embarcar em um passeio de barco para ver de pertinho as falésias, rochedos que brotam do mar, grutas e cavernas esculpidos pela água em Carvoeiro e região é mesmo o grande filé da estadia pelo Algarve.

ACOMPANHE A MARI CAMPOS TAMBÉM NO INSTAGRAM

Publicidade

O visual é de fato espetacular e é possível até entrar com o barco em algumas delas, além de acessar eventualmente adoráveis prainhas e mini enseadas desertas.

Recomendo muito o passeio com o belo barco da Thalassa Yachts, capitaneado por um simpático casal português que faz passeios privativos para até oito pessoas viajando juntas com ótimo serviço de bordo e duração a partir de 3 horas. Tudo no nosso ritmo, parando onde, como e por quanto tempo quiser.

Passeio de barco: fundamental no Algarve. Foto: Mari Campos

O meu passeio agora em junho com a Thalassa Yachts foi todo organizado pelos concierges do hotel  Tivoli Carvoeiro, mas é possível reservar também diretamente com a empresa. 

Das cavernas e grutas visitadas durante este passeio, minha favorita foi a do Contrabandista (ou do Contrabando). Já a mais famosa (e sempre muito cheia) é a de Benagil - na qual, aliás, deve passar a ser proibido descer dentro de algumas semanas. Mas são muitas cavernas em um curto pedaço de litoral, além de diversas outras formações geológicas espetaculares. 

Grutas, falésias e cavernas são marca de Carvoeiro. Foto: Mari Campos

Para ver essas belezas do alto, mas em terra firme, a melhor pedida é caminhar pelas deliciosas passarelas de madeira da rota Algar Seco, que acompanha a costa próxima ao centrinho de Carvoeiro com vistas arrebatadoras para suas formações rochosas.

Publicidade

Esse pedacinho tão especial do Algarve tem também acesso prático a varias das vinícolas da região (como Morgado do Quintão, Cabrita, Quinta dos Vales, Quinta dos Santos ou Paxá). Excelente pedida em qualquer época do ano. 

LEIA TAMBÉM: 10 experiências imperdíveis em Barcelona

.

Vista para o mar no Tivoli Carvoeiro. Foto: Mari Campos

.

Algarve: para ir além do básico

A praia de Vilamoura, tomada por lanchas, barcos e pequenos iates, tem outra vibe: uma pegada mais ver-e-ser-visto, seja nos restaurantes, beach clubs e bares, ou mesmo nas caminhadas de fim de tarde pela promenade que faz um L ao redor da marina.

ACOMPANHE A MARI CAMPOS TAMBÉM NO INSTAGRAM

Publicidade

Por ali, a paisagem do Algarve do nosso imaginário também muda drasticamente: saem de cena as falésias, os rochedos que brotam do mar e a vibe de pequenos vilarejos e entram a imensa marina, os grandes barcos, a profusão de restaurantes, as muitas lojas e casas de massagem tailandesa.

Marina de Vilamoura. Foto: Mari Campos

Vilamoura tem uma praia bem plana, desnudada e extensa e é rodeada por grandes campos de golfe. A marina por ali está também em franca expansão, com obras a todo vapor durante o dia.

O Tivoli Marina Vilamoura domina totalmente uma das laterais da Marina, com localização excelente para quem quer curtir o footing na promenade e a proximidade com seus restaurantes e bares toda tarde/noite.

Detalhe do terraço do Tivoli Marina Vilamoura. Foto: Mari Campos

O hotel tem quartos espaçosos, um charmoso bar, diversos restaurantes e um belíssimo spa com produtos Natura Bissé e arquitetura biofílica. O Tivoli Marina Vilamoura tem também o mais badalado beach club da região, o Purobeach, que oferece também seu próprio restaurante.

De Vilamoura, são boas pedidas também espiar a pequena e charmosa Loulé, que tem um belo projeto de designers e artistas locais trabalhando juntos em diversas frentes (o Loulé Criativo).

Publicidade

Ou também a mais turística Olhão, que faz parte do parque natural da ria Formosa desde anos 70, é repleta de lendas e é famosa sobretudo por seu animado mercado à beira d'agua e pelos passeios de barco às ilhas do Farol e da Culatra

CLIQUE AQUI para ver detalhes, disponibilidade e valores do Tivoli Marina Vilamoura

.

Detalhe do Purobeach, no Tivoli Marina Vilamoura. Foto: Mari Campos

.

Algarve: para quando você for

Se a ideia for curtir praia no Algarve, o ideal é visitar a região entre junho e setembro, época em que ganha muito mais vida e animação e tudo está de fato aberto e funcionando.

ACOMPANHE A MARI CAMPOS TAMBÉM NO INSTAGRAM

Publicidade

Mas convém fugir do mês de agosto, quando o excesso de turistas na região pode prejudicar bastante a nossa experiência no destino. Junho e setembro costumam ser os melhores meses para o viajante por lá.

 Foto: Mari Campos

Para circular no Algarve, o ideal é estar em carro alugado - e é bem tranquilo ir inclusive de carro de Lisboa para lá, com trajetos em ótimas estradas e viagens que levam em geral 2h30 ou 3h(para voar diretamente ao Algarve, é preciso voar a Faro e de lá seguir em carro até seu destino).

De carro você tem muito mais autonomia para visitar as praias e vilarejos - até porque em várias delas conseguir táxi e transporte de aplicativo pode ser um suplício. Estacionar no centrinho histórico dos vilarejos não é sempre simples, mas nas praias costuma ser bem tranquilo. E assim você faz o Algarve do seu jeito, no seu ritmo, com a sua cara.

LEIA TAMBÉM: Dubai se consolida como meca do turismo de luxo

.

_____________

Durante toda a viagem por Portugal, usei novamente um chip da O Meu Chip, que me acompanha para quase todo destino pelo qual viajo mundo afora. Assim fico 100% do tempo conectada, em modo ilimitado. São diversos tipos de chips e eSIMs disponíveis, incluindo alguns que incluem também planos de voz- e você tem sempre pelo menos 15% de desconto em qualquer um deles com o cupom MARICAMPOS neste link aqui.

ACOMPANHE A MARI CAMPOS TAMBÉM NO INSTAGRAM

.

.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.