Ao Vivo

estadao

Mocidade Alegre é tricampeã em SP, Pérola Negra e Leandro de Itaquera são rebaixadas

Na quarta-feira será a vez da apuração do Grupo Especial das escolas de samba do Rio

O Estado faz a cobertura interativa do carnaval nas redes sociais por meio de uma ferramenta inédita. Use a hashtag #Estadaocarnaval e participe!

ACOMPANHE AO VIVO

Atualizar
  • 20h04

    04/03/2014

    A taça de campeã da Mocidade Alegre chegou à quadra por volta das 18h45, com muita festa. A presidente da escola, Solange Bichara, subiu ao palco e agradeceu a todos os integrantes da escola. "Queria dizer que não existe vitória sem luta. Sei que todo mundo se empenhou para chegarmos a esse resultado. Parabéns ao departamento de alegorias, porque só a gente sabe o que a gente passou na última semana. Muito obrigada de coração a todos os destaques e composições, aos coordenadores e chefes de ala, aos autores do samba-enredo. A nossa escola é abençoada. Não existe vitória sem luta, todo mundo trabalhou e se empenhou. O segredo do sucesso está na união. A vitória vem da luta, a luta vem da força e a força vem da união. A festa é nossa! ", gritou, para delírio dos presentes na quadra. (Marina Passos de Azaredo, O Estado de S. Paulo)


     

    Felipe Rau/Estadão

  • 20h00

    04/03/2014

    Considerado um profissional prodígio no meio do carnaval de São Paulo, o carnavalesco Sidnei França, de 33 anos, disse que já esperava o tricampeonato da Mocidade Alegre. "Não era um peso, mas eu já esperava e foi bem vindo. Hoje a gente vai embora aqui na quadra, vou extravasar", comentou. Sobre o seu futuro no carnaval, França disse que ainda é incerto. "Tudo vai depender da conversa que vou ter com a presidente". De acordo com fontes ouvidas pelo Estado, um carnavalesco em São Paulo pode ganhar até R$ 400 mil por ano. (Marina Passos de Azaredo, O Estado de S. Paulo)

  • 19h55

    04/03/2014

    Salvador: depois de passar o carnaval evitando mostrar a emoção por sua saída da banda Chiclete com Banana, que criou há três décadas, o cantor Bell Marques não conseguiu segurar as lágrimas no fim do desfile do bloco Camaleão no Circuito Osmar (Campo Grande), no início da noite desta terça-feira. Em sua última apresentação à frente do Chiclete, Bell chorou ao cantar o refrão de Não Vou Chorar, ao fim da passagem do bloco. Assim como o cantor, seus filhos Rafa e Pipo Marques, da banda Oito7Nove4, que também estavam no trio, além de uma série de fãs, não conseguiram segurar a emoção. Bell agora inicia a carreira solo, no comando do bloco Vumbora, que desfila no fim da noite no Circuito Dodô (Barra-Ondina).(Tiago Décimo, O Estado de S. Paulo)


     

    Marcelo Gandra/Agecom

  • 19h45

    04/03/2014

    Bateria da Mocidade Alegre ajoelhou durante o desfile. Quesito recebeu nota 29,90 na apuração.


     

    Sérgio Castro/Estadão

  • 19h39

    04/03/2014

    Rainha da bateria da Mocidade Alegre comemora na quadra da escola.

    Sérgio Castro/Estadão

  • 19h35

    04/03/2014

    Festa na quadra da Mocidade Alegre.

    Sérgio Castro/Estadão

  • 19h34

    04/03/2014

    Para o carnaval de 2015, as cinco primeiras colocadas do Grupo Especial do carnaval paulista (Mocidade Alegre, Rosas de Ouro, Águia de Ouro, Dragões da Real e Acadêmicos do Tucuruvi) vão contar com barracão exclusivo na Fábrica do Samba, complexo de 77 mil metros quadrados em construção na Barra Funda, na zona oeste, desde abril de 2012. Antes, a previsão da Prefeitura era de que os 14 barracões destinados às escolas do grupo principal ficariam prontos até o final de 2015, mas isso só deve ocorrer no carnaval de 2016. A Liga das Escolas de Samba considera o critério de posição do carnaval injusto e diz que vai cobrar do governo a conclusão de todos os barracões até o final do ano. (Diego Zanchetta, O Estado de S. Paulo) 

  • 19h29

    04/03/2014

    Unidos de Vila Maria é a campeã do Grupo de Acesso do carnaval de São Paulo. A Mancha Verde, vice, também vai desfilar no Grupo Especial no ano que vem. Serginho, presidente da Unidos de Vila Maria e da Liga das Escolas de Samba, se disse "aliviado" com a vitória. "Todos que acompanharam viram que fizemos um desfile muito difícil. Passamos por muito sofrimento. Nossa brincadeira (tema do desfile) deu certo". A escola completa 60 anos neste ano. "É um aniversário especial. Temos muita experiência no Grupo Especial e merecemos ganhar", disse. Já a Mancha Verde só conseguia gritar "Ô, a Mancha Verde voltou". A escola deve abrir os desfiles do Grupo Especial no ano que vem. (Bruno Ribeiro, O Estado de S. Paulo)

  • 19h17

    04/03/2014

    Em mais uma disputa acirrada com a rival da zona norte Rosas de Ouro, a Mocidade Alegre, do bairro do Limão, conquistou o terceiro título seguido do carnaval de São Paulo e o 10º de sua história. A escola, também da zona norte, se consolida como a maior campeã do século 21, com seis troféus conquistados desde 2004. “O segredo é sempre muito trabalho”, festejou ao final a presidente tricampeã Solange Bichara (foto). (Bruno Ribeiro e Diego Zanchetta, O Estado de S. Paulo)


     


     

    Felipe Rau/Estadão

  • 19h16

    04/03/2014

    Nona colocada, a Gaviões da Fiel chegou a disputar a liderança no início, mas também caiu com a abertura das notas de harmonia e evolução. Antes do final da apuração seus integrantes deixaram o sambódromo disparando palavrões contra os integrantes da Liga das Escolas de Samba e os jurados. (Bruno Ribeiro e Diego Zanchetta, O Estado de S. Paulo)

  • 19h15

    04/03/2014

    Em seu segundo ano na elite do carnaval paulista, a Dragões da Real também surpreendeu e ficou em quarto lugar. A decepção ficou por conta da tradicional Vai-Vai, maior campeã do carnaval paulistano com 14 títulos, que ficou apenas em sétimo lugar. A escola do Bixiga teve problemas na harmonia na reta final do desfile, quando precisou apressar a saída dos últimos três carros alegóricos para não estourar o tempo. (Bruno Ribeiro e Diego Zanchetta, O Estado de S. Paulo)

  • 19h12

    04/03/2014

    Grupo Especial de São Paulo: a surpresa deste ano ficou por conta da escola Águia de Ouro, da Pompeia, zona oeste, terceira colocada com 269,3 pontos. (Bruno Ribeiro e Diego Zanchetta, O Estado de S. Paulo)

  • 19h04

    04/03/2014

    A dois quesitos do fim do anuncio das notas do Grupo de Acesso do carnaval de São Paulo, a Unidos de Vila Maria lidera, seguida de Unidos do Peruche. (Bruno Ribeiro, O Estado de S. Paulo)

  • 19h01

    04/03/2014

    Porto Alegre: depois de chegar em segundo lugar em 2012 e 2013, a Imperadores do Samba foi a campeã do Grupo Especial do carnaval de Porto Alegre deste ano. A escola da zona sul da capital gaúcha venceu com 239,5 pontos, uma diferença apertada para a segunda colocada, a União da Vila do IAPI, que ficou com 239,4 pontos. O samba-enredo da campeã homenageou o escritor Luis Fernando Verissimo e seus personagens, como A Velhinha de Taubaté, O Analista de Bagé, As Cobras e Ed Mort. O desfile empolgou o público que estava na passarela do Complexo Cultural do Porto Seco e foi saudado com gritos de "é campeã". A Imperadores do Samba havia sido campeã pela última vez em 2009. As escolas de Porto Alegre desfilam na sexta-feira e no sábado de carnaval. A Academia de Samba Puro, com 219,2 pontos, e a Imperatriz Leopoldense, com 208,0 pontos, foram rebaixadas para o Grupo Intermediário A. A escola de samba Copacabana é a única promovida para o Grupo Especial em 2015. (Elder Ogliari, O Estado de S. Paulo)

  • 18h38

    04/03/2014

    Aline Oliveira (foto), da Mocidade Alegre, está na escola há 12 anos e desfila há 3 deles como rainha da bateria. "Foi uma disputa muito grande para o título, pois todas as escolas foram maravilhosas. Mas as notas foram muito criteriosas. Eu sabia que ganharia quem errasse menos. Agora, vou ficar aqui até o sol raiar. Estou louca para ver e pegar a taça. A partir de amanhã começo a pensar no desfile das campeãs", diz. (Marina Passos de Azaredo, O Estado de S. Paulo)


     

    Felipe Rau/Estadão

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.