Conteúdo Patrocinado

AeC une centro financeiro de SP ao interior de Alagoas

Programas de treinamento qualificam mão de obra em cidades carentes do Nordeste, que já representa73% da força de trabalho da empresa que atua no setor de contact center

PUBLICIDADE

Por AeC e Estadão Blue Studio
4 min de leitura

São três décadas de uma história marcada por boa governança e gestão focada nas pessoas, princípios básicos do conceito ESG. Criada em Belo Horizonte, Minas Gerais, a AeC se expandiu no decorrer desses anos e se tornou uma das líderes brasileiras de contact center - uma operação de suporte ao consumidor mais completa do que a versão somente por telefone. Hoje, está presente no Sudeste e também tem grande força no Nordeste do País, garantindo empregos e formando mão de obra em regiões carentes.

Um terço dos jovens contratados na cidade de Campina Grande são colaboradores da AeC Foto: Divulgação/ AeC

Leia também

Cerca de 73% da força de trabalho da AeC, composta por 47 mil colaboradores, está localizada em quatro Estados do Nordeste. As maiores unidades do grupo ficam na Paraíba, nos municípios de Campina Grande – um terço dos jovens contratados na cidade são colaboradores da AeC – e de João Pessoa. “Em 2012, começamos o plano de interiorização da empresa, inicialmente para o norte de Minas e depois para o Nordeste do País, regiões carentes de empregos e grandes empresas”, lembra Flávia Neves Tomagnini, diretora Jurídica e de Compliance da AeC. “Começamos a perceber que tínhamos uma responsabilidade social pelo impacto que causávamos nas cidades e voltamos nossas políticas de RH e compliance para assegurar um modelo sustentável nas comunidades.”

Continua após a publicidade

Além de investir em infraestrutura e tecnologia de ponta nos municípios, a AeC passou a oferecer treinamento, capacitação e oportunidades de crescimento para a população, estimulando a cadeia produtiva e o comércio locais. “Muitos dos nossos clientes da Faria Lima, região que concentra o setor financeiro na capital paulista, são atendidos pela unidade de Arapiraca, em Alagoas, local com índices de desenvolvimento abaixo da média brasileira”, exemplifica Flávia. Na lista de empresas do mercado financeiro atendidas pela AeC estão quatro dos cinco grandes bancos do País e nove dos dez maiores bancos digitais , entre outros.

Neste ano, um dos principais movimentos da companhia foi a assinatura de um acordo de cooperação com o Ministério do Desenvolvimento e Assistência Social e o governo da Paraíba para destinar parte das vagas a inscritos no Cadastro Único (CadÚnico). Durante o acordo, que retira pessoas da situação de vulnerabilidade social, pelo menos 10% das vagas abertas pela AeC na Paraíba serão destinadas a esse público. “Só de beneficiários do Bolsa Família já foram contratados 3,3 mil trabalhadores, número que chega a 5 mil se considerados todos os programas”, destaca Flávia.

FOCO NA DIVERSIDADE

Continua após a publicidade

A AeC, que recentemente realizou um censo para mapear sua força de trabalho, tem 50% de trabalhadores entre 18 e 24 anos, 40% deles no primeiro emprego. Com um programa de diversidade que começou formalmente em 2017, a companhia é composta hoje por 60% de mulheres e por 20% de integrantes do grupo LGBTQIA+, e 50% dos profissionais se autodeclaram pretos ou pardos. Nos cargos de direção, metade dos postos é ocupada por mulheres. “Há uma oportunidade na média liderança, onde há menos mulheres, que estamos buscando sanar com um programa de mentoria para ajudá-las a percorrer o caminho dentro da empresa. Em 2024, temos planos de adotar iniciativas que priorizem os pretos e pardos”, planeja a executiva. Com a política de gestão de pessoas, que também apoia o home office para a maioria dos profissionais, a taxa de rotatividade de colaboradores da empresa se mantém muito menor do que a média do setor de contact center.

REDUÇÃO NA EMISSÃO DE CO2

A manutenção do modelo de trabalho remoto ajudou a AeC a endereçar outra prática ESG importante, voltada ao meio ambiente. Segundo o Relatório de Sustentabilidade da companhia, a manutenção do home office reduziu o consumo de energia, inclusive o de ar-condicionado e a geração de resíduos e fez com que a emissão de CO2 caísse 57% em 2022. São 4.865 toneladas a menos de emissão de gases do efeito estufa.

Continua após a publicidade

As boas práticas de governança são outro aspecto ESG de longa data adotado na companhia de origem familiar que há 15 anos se estruturou como sociedade anônima de capital fechado, passando a ter um Conselho de Administração, com membros independentes. Em 2009, a empresa criou o Canal de Ouvidoria; em 2014, a área de Compliance; e, em 2015, a de Auditoria Interna. “Somos uma empresa com 31 anos de história em que as boas práticas hoje denominadas ESG foram surgindo organicamente”, comenta a diretora Jurídica e de Compliance da AeC.