Conteúdo Patrocinado

Evento mundial da Igreja Maranata é transmitido para 160 países

Trombetas e Festas reúne 4,5 mil pessoas no Espírito Santo, com presença de pastores e autoridades políticas

PUBLICIDADE

Por Igreja Maranata e Estadão Blue Studio
Atualização:
4 min de leitura

O arrebatamento está próximo, e a apresentação dos sinais que indicam sua proximidade e a importância de estar atento a esse momento foram os temas centrais da 3ª edição do Trombetas e Festas, realizado no Maanaim de Domingos Martins (ES), a cerca de 40 quilômetros da capital Vitória, no último domingo (26).

“O mundo está em rebelião”, resume o pastor Gedelti Gueiros, presidente da Igreja Cristã Maranata, em mensagem que ecoou não apenas entre os presentes no encontro na localidade, mas também reverberou por todos os continentes, em um evento transmitido em mais de 60 idiomas e dialetos para mais de 160 países, com início estrategicamente agendado para as 11 horas, melhor atendendo aos diferentes fusos horários.

Leia também

Evento no Espírito Santo contou com a presença de 4,5 mil pessoas Foto: Gilson Borba/Especial para o Estadão Blue Studio

Continua após a publicidade

Além da transmissão global por diversas plataformas, o evento contou com a presença de pastores de vários países, como Rússia e Estados Unidos, e autoridades públicas, incluindo o governador do Espírito Santo, Renato Casagrande, e os prefeitos de Vitória, Vila Velha e Cariacica.

O culto foi enriquecido com apresentações de um coral e uma orquestra, composta por instrumentos de sopro, cordas e teclados. Durante as performances, os pastores da Igreja Maranata abordaram as trombetas, os sinais que, de acordo com suas crenças, indicam a iminência do retorno de Jesus, cumprindo as profecias bíblicas.

Continua após a publicidade

Segundo a instituição religiosa, a transmissão do evento buscou alcançar aqueles que ainda não compartilhem da mesma experiência que os membros da igreja. “Os sinais da volta de Jesus anunciam o juízo para três públicos: Israel, que aguarda o cumprimento das profecias direcionadas a esse povo; a Igreja, que ascenderá; e o mundo, que permanecerá”, afirma o pastor Edson Iahn.

Para a igreja, três trombetas já teriam soado: a queimada de terras e vegetação, a mortandade de seres marinhos e a poluição das águas. A quarta trombeta, para eles, será o arrebatamento, marcando o retorno de Jesus e a ascensão de seus fiéis aos céus.

Durante a apresentação, o presidente da Maranata alertou para a necessidade de a população compreender a urgência do arrebatamento. “Vemos famílias com sérios problemas, conflitos entre pais e filhos, rebeliões nos lares, na política e na religião, envolvida em guerras santas por culpa do homem”, declara Gueiros.

Continua após a publicidade

Assim, o caminho para a salvação está na absorção da palavra, conforme destaca o dirigente. “Quem não se alimentar da palavra não ouvirá o toque da trombeta, não saberá como caminhar”, acrescenta, em mensagem recebida pelos cerca de 4 mil presentes ao Maanaim de Domingos Martins.

Dentre eles, estava Michellas Trancoso, membro de Vila Velha, que frequenta o Maanaim desde o fim dos anos 1980. “Tive experiência nessa igreja há 35 anos. Desde então, vivo na direção do Espírito Santo. A alegria da minha vida é estar aqui. E esse evento é fundamental para todos os que têm livre arbítrio entenderem a mensagem de que a volta do Senhor está próxima”, diz.

Essa longevidade de devoção se estende tanto entre os fiéis como entre os trabalhadores do Maanaim, como o pastor Elias Teodoro Beltrame, tenente do Corpo de Bombeiros Militar, que atua no local há mais de 30 anos e lidera a equipe de brigadistas do espaço.

Continua após a publicidade

No domingo, eram 43 brigadistas, além do reforço de bombeiros militares, dobrando o time que atua em seminários quinzenais. “Hoje, acolhemos pessoas de diversas partes do mundo, proporcionando segurança para que recebam a mensagem transmitida nas aulas”, afirma Beltrame, voluntário do Maanaim desde os 17 anos.

A igreja, aliás, destaca que sua força reside no voluntariado, garantindo a realização de ações sociais e a manutenção dos espaços, incluindo o palco do Trombetas e Festas, o Maanaim de Domingos Martins. O recinto funciona como uma cidade, com 200 mil metros quadrados de área pavimentada e uma área construída de mais de 30 mil metros quadrados.

O local conta com uma estação de água própria, favorecendo a redução do impacto do consumo de 1 milhão de litros de água, e uma usina de energia solar, que produz 237.470 kwh/mês, contribuindo para a sustentabilidade do espaço, capaz de reunir até 4,5 mil pessoas por seminário.

Continua após a publicidade

Divulgação Foto: Divulgação Igreja Maranata