CONTEÚDO PATROCINADO

Unipar investe em seus talentos

Ao aprimorar as políticas e os programas de gestão de pessoas, empresa do setor químico fortalece a cultura corporativa

PUBLICIDADE

Por Unipar e Estadão Blue Studio
3 min de leitura

Líder na fabricação de cloro e soda e segunda maior produtora de PVC da América do Sul, a Unipar desenvolve uma série de iniciativas para aumentar o nível de engajamento e de satisfação dos 1.400 colaboradores. Esse processo vem sendo acelerado nos últimos três anos, a partir de uma ampla revisão dos valores da empresa e do realinhamento das estratégias de gestão de pessoas.

Entre os resultados estão o programa de desenvolvimento de lideranças e a criação de um sistema de avaliação de desempenho e de reconhecimento que envolve 100% dos colaboradores, incluindo aprendizes e estagiários. “O ciclo de avaliação está integrado aos Planos de Desenvolvimento Individual, à estrutura de meritocracia e a todos os demais subsistemas de gestão de pessoas”, descreve a diretora de Recursos Humanos, Paula Giannetti.

Leia também

Unipar promove integração entre equipes do Brasil e da Argentina, explica a diretora de RH, Paula Giannetti Foto: Ricardo Telles/Divulgação Unipar

Continua após a publicidade

Há também a plataforma de educação corporativa, a Academia Unipar, que oferece diversos formatos, desde cursos presenciais até e-learning, livros e podcasts. A ferramenta apresenta conteúdos obrigatórios para o cargo ocupado e outros recomendados diante da estratégia de desenvolvimento planejada pelo colaborador. Além disso, o acesso a todos os materiais é livre, para que cada profissional possa definir, de acordo com os seus interesses, os temas em que pretende se aprofundar.

Em busca do equilíbrio

A Unipar disponibiliza um pacote completo de benefícios, compatível com o melhor padrão do mercado. Para aumentar ainda mais a percepção de valor pela equipe, as possibilidades de customização desse pacote têm sido ampliadas, considerando-se as necessidades específicas de cada colaborador.

Continua após a publicidade

Entendemos que pode haver uma variação significativa de prioridades, dependendo de fatores como o momento de vida e a configuração familiar. Sempre que possível, tentamos oferecer aquilo que as pessoas realmente precisam e desejam”, diz a diretora de Recursos Humanos.

A edição mais recente da pesquisa de clima, realizada pelo Great Place to Work (GPTW), apresentou um índice de favorabilidade de 75 pontos, o que resultou na certificação da Unipar pela respeitada consultoria que destaca as melhores empresas para trabalhar. Com base nos resultados da pesquisa, foram criados grupos de engajamento para receber propostas de soluções para as oportunidades de melhoria identificadas. Todos os líderes da Unipar têm, entre seus objetivos, o estabelecimento de planos de ação para os temas com menor pontuação dentro dos times que lideram.

Numa parceria entre o RH e a área de saúde ocupacional, segurança e comunicação, a Unipar criou o programa Equilibre, que tem o objetivo principal de engajar os colaboradores em um movimento para equilibrar a vida pessoal e a profissional. A principal diretriz é o compartilhamento de informações sobre saúde preventiva, equilíbrio emocional, relações interpessoais e entretenimento. Muitas das iniciativas envolvem não apenas os colaboradores, mas também seus familiares, a exemplo de apoio psicológico, ginástica e visitas culturais, como as realizadas recentemente ao Museu Catavento, em São Paulo, que oferece às crianças uma série de atrações interativas ligadas à ciência.

Continua após a publicidade

Parceria entre vizinhos

A Unipar se destaca como uma das principais fornecedoras para os setores de saneamento e construção civil. Produz matérias-primas para as mais diversas indústrias, incluindo têxtil, papel e celulose, desinfetantes, alumínio, brinquedos, sapatos, alimentos, bebidas e farmacêutica. Seus produtos fazem parte da vida de milhões de pessoas.

Com ações listadas na B3, a companhia está presente no Brasil e na Argentina, com escritórios em São Paulo e Buenos Aires, fábricas em Santo André e Cubatão (SP), Camaçari (BA) e em Bahía Blanca, na Argentina, que concentra cerca de um terço do total da equipe. Para integrar as equipes dos dois países e nivelar a cultura corporativa, a empresa promove uma série de iniciativas conjuntas e o intercâmbio constante de profissionais. “Vários gestores da Argentina já vieram trabalhar no Brasil e vice-versa. Além disso, há comitês de cultura e outros grupos formados por representantes dos dois países”, observa Paula Giannetti.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.